Garota de programa venezuelana é estuprada em Várzea Grande

Uma mulher de 30 anos que é venezuelana e trabalha como garota de programa foi agredida e estuprada em um motel de Várzea Grande, na madrugada de sábado (2).

 

Ela conseguiu fugir e pediu ajuda a populares que pegaram o acusado de 41 anos e o espancaram. A polícia foi chamada  e levou os 2 para a central de flagrantes.

 

A polícia a venezuelana contou que o ‘cliente’ não conseguiu fazer o programa e a agrediu por conta disso e no meio da agressão a estuprou sem camisinha.

 

Após ser preso, ele ficou se debatendo na viatura o que levantou a suspeita da polícia que estaria sob efeito de drogas.

 

Ele foi autuado pelo crime de estupro, ameaça e lesão corporal

INFORMES PUBLICITÁRIOS