JBS em Diamantino emprega a 1ª operadora de sala de máquinas da divisão da Friboi no Brasil

O fato de as mulheres terem que batalhar para conquistar o mesmo respeito que os homens no mercado de trabalho já deixou de ser novidade, mas é preciso continuar comemorando cada espaço aberto por pioneiras, para que mais mulheres se inspirem e tenham coragem para desbravar cada vez mais.

 

Um exemplo desse pioneirismo vem de Roseli Ferreira da Silva, operadora da sala de máquinas da unidade da JBS em Diamantino (MT), e a primeira e única mulher a ocupar essa posição na divisão da Friboi. Esse é um setor predominantemente ocupado por homens, ou era, até ser conquistado por Roseli, e é onde se opera a sala de máquinas de refrigeração, controlando o funcionamento de equipamentos, temperatura e indicadores de pressão. É um setor primordial para a operação da fábrica. 

 

“Comecei na Companhia em 2014, no setor de desossa, e ao circular pela fábrica ficava encantada com a sala de máquinas e com a caldeira, mas não imaginava que pudesse trabalhar nesses setores. Foi o primeiro emprego que assinou minha carteira de trabalho”, lembrou Roseli. 

 

Constantemente, a JBS oferece cursos de formação e aprimoramento aos seus colaboradores. “Certo dia a empresa comunicou que ofertaria um curso de NR-13, que é um dos requisitos básicos para a função. Senti vontade de me inscrever, fui desencorajada por algumas pessoas, mas um dos profissionais mais experientes dessa área dentro da Companhia me apoiou, e ressaltou que fazia questão que mais mulheres se interessassem pelo assunto”, contou.

 

A trajetória não foi fácil. Além do preconceito de pessoas do sexo oposto, Roseli teve que superar seus próprios medos e angústias. “Sempre fui tímida e muitas vezes não me achei merecedora de estar ali, mas minha vontade de vencer era maior. Contei com o apoio de uma professora do curso e de colegas do RH da empresa, que a todo momento me incentivaram. Após o curso, no estágio obrigatório, em três meses eu já sabia operar toda a sala de máquinas, algo que antes até eu duvidava. Sou muito grata à JBS por todas as oportunidades que tive, e agora quero continuar estudando e crescendo”, finalizou.

 

Sobre a JBS

A JBS é uma das líderes globais da indústria de alimentos e conta com uma plataforma global de produção diversificada por geografia e por tipos de proteína. A Companhia conta com cerca de 230 mil colaboradores, em unidades de produção ou escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros – no Brasil são 120 mil colaboradores, sendo a empresa uma das maiores empregadoras privadas do país. No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Friboi, Moy Park, Pilgrim’s Pride, Primo, Seara, Swift, Gold’n Plump, entre outras. São mais de 275 mil clientes atendidos em todo o mundo, de 190 nacionalidades. Com foco em inovação, essa diretriz se reflete também na gestão de negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes. A Companhia conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor. Por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados e dados públicos oficiais, a JBS monitora seus fornecedores de forma permanente. As melhores práticas de Bem-Estar Animal guardam estreita relação com o sucesso das operações da JBS, que trata o tema com extremo rigor e tem investido cada vez mais no aprimoramento de ações que sigam as melhores práticas de mercado.

INFORMES PUBLICITÁRIOS