35 idosos morreram por causa do calor em Rondonópolis


O calor intenso já fez 35 vítimas em Rondonópolis segundo a diretora da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Vânia Scapin, entre os dias 21 de setembro e 9 de outubro.

Segundo ela, os pacientes eram idosos entre 75 e 94 anos e apresentaram quadro de hipertermia, com descompensação do sistema imunológico e desestabilização orgânica generalizada.

Essa variação de temperatura entre 38 e 42 graus tem causado problemas respiratórios pela falta de umidade e calor intenso.

Para os idosos a morte por desidratação já que o metabolismo é lento e o corpo demora para se adaptar causando o colapso e acabam vindo a óbito.

Familiares devem prestar atenção no comportamento apático do idoso, lábios secos, pouca urina, tonturas e mal-estar. (Com informações Agora MT)

 

INFORMES PUBLICITÁRIOS