Governo Federal prorroga Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda

O Governo Federal publicou no Diário Oficial de hoje (14) decreto que prorroga, até 31 de dezembro, o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEM). Na prática, o programa autoriza empresas a reduzirem proporcionalmente, ou suspenderem, a jornada de trabalho e o salário dos funcionários.

 

Para comentar sobre os impactos esperados com a prorrogação e esclarecer possíveis dúvidas, deixo à disposição o especialista em direito Trabalhista e Previdenciário e sócio do FAS Advogados, dr. Luiz Eduardo Amaral de Mendonça. Além de mestre em direito do trabalho, o advogado é membro pesquisador do GETRAB-USP.

 

DECRETO N.º 10.517/2020

 

NOVA PRORROGAÇÃO PARA REDUÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO E SALÁRIO E SUSPENSÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

 

O Decreto Presidencial n.º 10.517, de 13 de outubro de 2020, publicado hoje, autorizou nova prorrogação dos prazos para celebrar os acordos para redução proporcional de jornada de trabalho e salários e de suspensão dos contratos de trabalho, em mais 60 (sessenta) dias, nos seguintes termos:

 

- Prazo de Duração: Até o prazo máximo de 240 (duzentos e quarenta) dias, computando-se os prazos e prorrogações anteriores;

 

- Limitação: Enquanto durar o estado de calamidade pública (atualmente até 31/12/2020);

 

- Mantidas as demais condições previstas na Lei n.º 14.020/2020.

 

OBSERVAÇÕES GERAIS

 

- Integram o período máximo de redução proporcional de jornada de trabalho e salário, bem como de suspensão contratual, os períodos já utilizados antes da publicação do Decreto nº 10.517/2020.

 

- O prazo máximo para celebrar acordo de redução proporcional de jornada e de salário e de suspensão temporária do contrato de trabalho, ainda que em períodos sucessivos ou intercalados, de que trata o art. 16 da Lei nº 14.020/2020, fica acrescido de 60 (sessenta) dias, de modo a completar o total máximo de 240 (duzentos e quarenta) dias, limitados à duração do estado de calamidade pública.

 

BENEFÍCIO EMERGENCIAL DE PRESERVAÇÃO DO EMPREGO E DA RENDA

 

- A concessão do benefício emergencial para preservação do emprego e da renda no período adicional fica condicionada à disponibilidade orçamentária do Governo.

 

CONTRATO DE TRABALHO INTERMITENTE

 

- Empregado contratado como intermitente até 01/04/2020 fará jus ao benefício emergencial mensal no valor de R$600,00 pelo período adicional de 2 (dois) meses, contado da data de encerramento do período total de 6 (seis) meses previstos na Lei n.º 14.020/2020, Decreto n.º 10.0422/2020 e Decreto n.º 10.470/2020.

 

 

 

Sobre o FAS Advogados

O FAS Advogados é um escritório de advocacia brasileiro, cuja filosofia é proporcionar aos clientes valor agregado aos seus negócios, atuando no ritmo que o mercado exige e entendendo as peculiaridades de cada segmento, com equipes dedicadas ao Direito Tributário, Societário / M&A, Direito Civil, Comunicação, Trabalho e Regulamentação, com foco em meios de pagamento, entre outros.

 

Desde 2003, o FAS Advogados busca uma maneira moderna de atender seus clientes, oferecendo serviços jurídicos que possam impactar positivamente e estrategicamente seus negócios. Sua equipe é formada por profissionais altamente qualificados, focados na prestação de serviços jurídicos no mais alto nível e dentro de rígidos padrões éticos de conduta. A filosofia do escritório é estabelecer uma dinâmica de serviço que privilegie a atenção pessoal, alinhada com as formas mais contemporâneas de relações comerciais de sucesso. 

INFORMES PUBLICITÁRIOS