Ex-obeso ensina pessoas a emagrecerem comendo de tudo

Quem passa pelo consultório do nutricionista Danilo Macena (o Balu Diet, como é conhecido nas redes sociais com quase 27 mil seguidores), de 33 anos, um profissional que possui em seu currículo diversas consultorias a atletas de alta performance, nem imagina que o ‘nutri’ é um ex-obeso, que chegou a pesar 160 quilos e que fez de suas dificuldades, a mola propulsora para buscar conhecimento sobre a fisiologia humana, emagrecer sozinho a metade do seu peso à época (80 quilos) e começar a estudar nutrição para tentar ajudar pessoas que, assim como ele, acabaram compensando na comida, algo que lhes faltou em algum momento da vida.

“Eu passei por muitas dificuldades financeiras quando criança e adolescente. Minha mãe me criou sozinha, vendi água no sinal, pintei parede e fazia tudo que aparecia para ganhar um dinheirinho e poder vez ou outra comer algo diferente daquilo que ela me proporcionava. Porém, quando fiquei mais velho e arrumei empregos onde comecei a ganhar um salário melhor, passei a compensar na comida as minhas privações da infância e isso me fez chegar aos 160 quilos, até não encontrar mais roupas que cabiam em mim. Foi em um desses dessabores de obeso, em que apaguei dirigindo por causa de um pico de pressão alta, que minha ficha caiu e comecei a enxergar que precisava mudar minha vida ou iria morrer. E foi aí que comecei a estudar sozinho a fisiologia do corpo humano e dos alimentos, me orientar sobre alimentação e práticas de atividades físicas e de 160 quilos, cheguei aos 85. Depois disso entendi minha missão de vida que é ajudar pessoas a terem saúde por meio da alimentação adequada”, relata.

Segundo ele, a nutrição avançada, voltada para a alta performance dos atletas, para quem quer emagrecer com saúde ou, ainda, melhorar seu rendimento nos treinos, no trabalho ou em qualquer outra área da vida cuja a má alimentação esteja gerando consequências como distúrbios do sono, por exemplo, ou problemas intestinais, não pode e não deve ser pensada como algo coletivo, como uma receita de bolo que sempre vai dar certo. Cada indivíduo é único, com hábitos alimentares diferentes, histórias diferentes e tudo isso deve ser levado em consideração na montagem da dieta. Além de graduado em Nutrição, Danilo é membro da IFBB Academy (Internacional Federation Of Bodybuilding), pós-graduando em Nutrição Esportiva do Treinamento Regular à Alta Performance, pós-graduando em Análises Clínicas e em Bioquímica e Fisiologia.

“Como ex-obeso e estudioso do tema, eu não acredito em dietas restritivas demais, pois vivenciei na prática que ninguém consegue se privar de comer o que gosta por muito tempo. Vai haver um efeito rebote, o paciente vai voltar a engordar, vai se frustrar e às vezes até desistir do seu objetivo. Ao longo do meu processo de emagrecimento, também entendi que quando a dieta é restritiva demais, ela acaba privando as pessoas até mesmo do seu convívio social e isso também pode ser um gatilho para uma possível autossabotagem futura. Então comecei a estudar os alimentos e o que cada um deles causa no organismo. No trabalho que realizo de emagrecimento, meus pacientes comem doce, pão, leite, arroz, feijão ou aquilo que culturalmente faz parte da dieta deles, lógico, em porções adequadas e nos horários determinados, nada de extremismo. Com isso tenho tido excelentes resultados pois o meu paciente faz dieta sem parecer ou perceber que está de dieta”, revela.

Recentemente Danilo inaugurou em Cuiabá uma clínica multidisciplinar, especializada em nutrição clínica e esportiva que, além dele, conta com a psicóloga especializada em diversas linhas da psicanálise clínica, Gabriele Mezalira, o médico Donato Mancini, pós-graduado em medicina esportiva e estética médica, e o fisioterapeuta especialista em ortopedia e traumatologia desportiva, bem como em tratamentos e prevenção de lesões no esporte, Diego Amaral.

“Tenho ao meu lado um time especializado de profissionais para dar todo suporte aos meus pacientes e proporcionar saúde de maneira superior, com ênfase em qualidade de vida, direcionado especialmente na performance esportiva, estética corporal e tratamento de patologias a partir de um atendimento profissional, humano e personalizado. O processo de emagrecimento para pessoas comuns ou de ganho de massa muscular para atletas de alta performance com saúde vai além da dieta: envolve alimentação, cabeça boa e exercícios bem executados, por isso quis esses profissionais ao meu lado”, relata.

Obesidade em Cuiabá:

Segundos dados do Vigitel (vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico) Cuiabá é a 6ª cidade com maior percentual de homens e mulheres adultas com obesidade, variando entre 25 a 60 anos com a maior escala.

Serviço:

A Clínica Macena Saúde Suprema está localizada em Cuiabá, no edifício Work Tower. Mais informações sobre o trabalho do nutricionista Danilo Macena no Instagram @baludiet ou ainda no @clinicamacena.

 

INFORMES PUBLICITÁRIOS