Diretoria da AMM toma possa em cerimônia híbrida

A cerimônia de posse da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM foi realizada nesta quarta-feira (13), em uma cerimônia híbrida (presencial e on-line), que possibilitou uma ampla participação de representantes dos poderes constituídos e entidades representativas que defenderam o fortalecimento da AMM e do movimento municipalista. Diferentes regiões de Mato Grosso estão representadas na nova diretoria, que conta com 18 membros, além do presidente de honra, deputado Eduardo Botelho.

O presidente reeleito da AMM, Neurilan Fraga, que também integra o Conselho Político da Confederação Nacional dos Municípios, enalteceu em seu discurso a parceria com o presidente da CNM, Glademir Aroldi, que já esteve diversas vezes em Mato Grosso.

Fraga destacou a luta e as conquistas municipalistas. Ele disse que quando assumiu o comando da AMM, em 2015, colocou na mão do senador Wellington Fagundes, a bandeira do FEX e a compensação da Lei Kandir. “O senador encabeçou a luta, criou a comissão mista e fez a mobilização. Hoje ele é considerado o senador mais municipalista do Brasil, por esta visão, pela conquista da aprovação da Lei Complementar de sua autoria, que garante aos municípios os recursos pela desoneração fiscal”, lembrou.

Neurilan agradeceu o secretário chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e ao governador Mauro Mendes. “Seremos parceiros e queremos contribuir com o estado”, disse. Ele saudou os parlamentares e disse que vai trabalhar integrado com as bancadas federal e também estadual para que os municípios sejam atendidos. “Vamos lutar pela distribuição mais justa do bolo tributário nacional, pois a União concentra a maior parte da arrecadação. Iremos trabalhar para que haja uma inversão desta distribuição, pois os municípios são os mais penalizados”, frisou.

O presidente da CNM, Glademir Aroldi, parabenizou a nova diretoria da AMM e destacou que os prefeitos da gestão passada enfrentaram um grande desafio com a pandemia e que as dificuldades irão continuar neste novo mandato. Aroldi defendeu a parceria com as bancadas federais para conquistar novos pleitos no Congresso Nacional, além de ampliar a articulação com o Governo Federal para assegurar novos avanços.

O dirigente destacou várias conquistas dos últimos anos, como a aprovação do novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - Fundeb, nova lei de Licitações, além da aprovação do Projeto de Lei Complementar, de autoria do senador Wellington Fagundes, que autoriza a União transferir R$ 65,5 bilhões aos estados e municípios para compensar perdas de arrecadação provocadas pela Lei Kandir. “Neurilan liderou o processo da Lei Kandir em nome do municipalismo brasileiro”, assinalou.

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, disse que vai trabalhar em apoio à instituição e aos municípios. “Fiquei muito honrado por ter sido escolhido para fazer parte da diretoria da AMM, como presidente de honra. Sou um deputado municipalista e temos que trabalhar para sair da pandemia”, afirmou, defendendo a união dos prefeitos e dos governos federal e estadual.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, falou em nome dos prefeitos na cerimônia. Ele destacou a importância da união dos gestores para superar problemas comuns aos municípios. “Não é fácil ser prefeito, pois são inúmeras as responsabilidades e dificuldades. É preciso a união dos municípios para dividir o peso e uma relação mais próxima para sermos ouvidos na Bancada Federal, Governo Federal e Estadual,”, frisou, ressaltando que os municípios pequenos só serão ouvidos se a AMM estiver fortalecida.

Representantes da Bancada Federal de Mato Grosso também participaram do evento. O senador Wellington Fagundes destacou a aprovação do projeto que destina R$ 65 bilhões aos municípios como reposição das perdas com a Lei Kandir e ressaltou a participação da AMM nessa importante conquista para os municípios. “O projeto é fruto do trabalho elaborado pelos técnicos da CNM e da AMM, que é uma das associações mais organizadas do país”, frisou.

Os deputados federais Rosa Neide, Emanuel Pinheiro Neto e José Medeiros destacaram a atuação da AMM para a conquista de avanços para os municípios e se colocaram à disposição para apoiar as bandeiras da instituição e do movimento municipalista. “Parabenizamos a nova diretoria da AMM, que vai ter um papel relevante para buscar recursos para os municípios”, afirmou o deputado José Medeiros.

Representando o governador Mauro Mendes, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, sinalizou para o fortalecimento da parceria entre o Governo de Mato Grosso e a AMM. “Estamos dispostos a discutir com a AMM todas as propostas que são de interesse dos municípios”, afirmou.

O presidente do Tribunal de Contas, Guilherme Maluf, foi representado pelo auditor Flávio Vieira, que destacou a postura mais orientativa e pedagógica do TCE com as prefeituras. “Em 2021 vamos avançar no apoio aos municípios”, adiantou.

 

 


DIRETORIA EXECUTIVA E CONSELHO FISCAL DA AMM (2021/2023)

 

Presidente de Honra: Deputado José Eduardo Botelho

Presidente: Neurilan Fraga (PL) - Ex-prefeito de Nortelândia

1º Vice-Presidente: Janailza Taveira Leite (Solidariedade) - prefeita de São Félix do Araguaia

2º Vice-Presidente: Marcelo de Aquino - (PL) - prefeito de General Carneiro

3º Vice-Presidente: Marilza Augusta de Oliveira (MDB)- prefeita de Nova Brasilândia

4º Vice-Presidente- Edu Laudi Pascoski (PL)- prefeito de Itanhangá

5º Vice-Presidente – Valdecio Luiz da Costa (PL)- prefeito de Dom Aquino

Secretário Geral: Daniel Rosa do Lago (PDT) - prefeito de Porto Alegre do Norte

1º Secretário: Leocir Hanel (PSDB) - prefeito de Nobres

2º Secretário: José Guedes de Souza (MDB) - prefeito de Rondolândia

Tesoureiro Geral: Silmar de Souza Gonçalves (DEM) - prefeito de Nossa Senhora do Livramento

1º Tesoureiro: Alex Steves Berto (Solidariedade) - prefeito de Rosário Oeste

2º Tesoureiro: Altamir Kurten (PSDB) - prefeito de Cláudia

 

Conselho Fiscal:

1º Jacob Andre Bringsken (MDB)- prefeito de Vila Bela da Santíssima Trindade

2º Márcio Conceição Nunes de Aguiar (PSB)- prefeito de Cocalinho

3º Jadilson Alves de Souza (Republicanos) - prefeito de Curvelândia

Suplentes Fiscais:

1º Héctor Alvares Bezerra (PSL)- prefeito de Mirassol D’Oeste

2º Ederson Figueiredo (PP)- prefeito de Arenápolis

3º Julio Cesar dos Santos (MDB)- prefeito de Apiacás 

INFORMES PUBLICITÁRIOS