TIM Convida promove diálogo sobre intolerância religiosa

A TIM incluiu o combate à intolerância religiosa em sua agenda estratégica de diversidade e inclusão. O tema passou a integrar as iniciativas da empresa orientadas a ampliar internamente a representatividade de grupos socialmente minorizados e contribuir com a redução da desigualdade no mercado de trabalho.

O assunto religião será o primeiro tema da edição 2021 do TIM Convida, evento digital que promove o diálogo sobre diversidade e inclusão. O encontro acontece hoje (22), no canal da TIM no YouTube, a partir de 16h30, em apoio ao Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, celebrado ontem (21). O bate-papo reunirá representantes de religiões alvo de intensa intolerância no Brasil. São eles:

Ronan Lima (mediador): pastor Batista e pesquisador de negritude e espiritualidade cristã, com ênfase em Teologia Negra e suas implicações raciais no Cristianismo.
Prof. Dr. Babalawô Ivanir dos Santos: candomblecista, carioca, professor acadêmico que trabalha há 40 anos em prol das liberdades, dos direitos humanos, das pluralidades, contra o racismo e a intolerância religiosa. É interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) há 12 anos.
Herika Luciana: paraense, freira na Congregação das Irmãs Servas de Nossa Senhora da Anunciação. Ganhou visibilidade ao manifestar seu apoio após visitar um bar LGBTI+.
Jacqueline Chanel: travesti e transexual, cabelereira e líder do Projeto Séforas para inclusão social e religiosa de transexuais da Igreja da Comunidade Metropolitana de São Paulo – ICM.

Para Maria Antonietta Russo, VP de Recursos Humanos da TIM Brasil, uma sociedade mais inclusiva e com menos preconceito se promove, também, com informação. Com seis eventos no ano passado e mais de 56 mil visualizações no YouTube, a empresa reconhece a importância das rodas de conversa e o TIM Convida ganha destaque na agenda da operadora. “Estamos evoluindo internamente com novas políticas, programas e iniciativas para promoção de uma cultura cada vez mais inclusiva. E queremos também contribuir com as discussões com a sociedade. O TIM Convida sobre o combate à intolerância religiosa traz um tema ainda pouco abordado nas empresas, mas que precisa de atenção de todos os espaços sociais. O Brasil é um país plural e as diferentes crenças precisam conviver de forma respeitosa, em qualquer ambiente, inclusive no mercado de trabalho”, destaca a executiva.

Ao longo de 2020, o TIM Convida promoveu reflexões sobre a presença de mulheres em carreiras tecnológicas; paternidade e masculinidade; respeito e inclusão da comunidade LGBTI+; importância da presença de diferentes gerações no mercado de trabalho; racismo no Brasil e diferentes formas de opressão no ambiente profissional e discriminação contra pessoas com deficiência. A iniciativa está conectada ao programa de diversidade e inclusão da TIM, que conta com o Comitê de Diversidade e Inclusão, grupos de afinidade, políticas e processos orientados à diversidade e inclusão e ações mensais de comunicação e treinamentos para sustentação da cultura inclusiva.


Sobre a TIM
“Evoluir juntos com coragem, transformando tecnologia em liberdade” é o propósito da TIM, que atua em todo o Brasil com serviços de telecomunicações, focada nos pilares de inovação, experiência do cliente e agilidade. A empresa é reconhecida por liderar movimentos importantes do mercado desde o início de suas operações no país e está à frente da transformação digital da sociedade, em linha com a assinatura da marca: "Imagine as possibilidades". É, desde 2015, líder em cobertura 4G no Brasil, conectando, inclusive, o campo para viabilizar a inovação no agronegócio. Foi pioneira na ativação de redes 5G no país, com a criação dos Living Labs em 2019, e está pronta para a próxima geração de redes móveis.

A TIM valoriza a diversidade e promove uma cultura sempre mais inclusiva, com um ambiente de trabalho pautado no respeito. A companhia atua comprometida com as melhores práticas ambientais, sociais e de governança e, por isso, integra importantes carteiras da bolsa brasileira, como a do S&P/B3 Brasil ESG, do Índice de Carbono Eficiente (ICO2) e do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), sendo operadora por mais períodos consecutivos – 13 anos – nesta lista. Faz parte ainda do Novo Mercado da B3, reconhecido como nível máximo de governança corporativa, e foi a primeira empresa de telefonia reconhecida pela Controladoria-Geral da União (CGU) com o selo "Pró-ética". Para mais informações, acesse www.tim.com.br.
 



INFORMES PUBLICITÁRIOS