21,7 milhões de atos processuais: TJMT registra expressiva produtividade na pandemia

O Poder Judiciário de Mato Grosso registrou 21.770.973 atos que movimentaram os processos judiciais em tramitação na Justiça estadual, majoritariamente no Primeiro Grau de jurisdição, segundo o último levantamento registrado pelo Conselho Nacional de Justiça (16/03/20 a 14/02/21). Mato Grosso também é destaque em termos de produtividade dos magistrados: são 409.520 sentenças e acórdãos proferidas em quase 11 meses. Além disso, registra, no período analisado, 542.428 decisões judiciais e 579.462 despachos.


Os dados classificam o Judiciário mato-grossense em 8º lugar dentre os 27 tribunais de justiça estaduais, atrás apenas dos tribunais de grande porte, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul, e dois de médio porte, Santa Catarina e Bahia.

A presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargadora Maria Helena Póvoas, parabenizou os juízes e servidores que atuam nas 79 comarcas de Mato Grosso pela expressiva produtividade apresentada desde que a pandemia teve início. “O ano de 2020 foi um verdadeiro divisor de águas na forma como todos nós estávamos acostumados a trabalhar. Em meio às incertezas decorrentes da chegada da Covid-19, conseguimos, com bastante êxito, nos adaptar a novas rotinas, a tornar o teletrabalho nosso ‘carro-chefe’, e tudo isso com muita rapidez e eficiência.”

No Plano de Gestão 2021/2022, a presidente do TJMT assinala que um dos principais desafios dessa Administração será, em dezembro de 2022, deixar para a sociedade um Poder Judiciário melhor, mais eficiente e inclusivo.

“Faço questão de deixar registrado o meu parabéns a todos os nossos juízes e servidores, que, não obstante às dificuldades enfrentadas no dia a dia, têm se desdobrado para fazer mais e cada vez melhor. Que continuemos assim, motivados a entregar um serviço de excelência à população que tanto necessita da Justiça Estadual”, ressalta.


 



INFORMES PUBLICITÁRIOS