Sem auxílio emergencial, crédito online se torna alternativa para brasileiros pagarem contas do começo do ano

Segundo levantamento da Simplic, 30% dos pedidos de empréstimos solicitados no ano passado foram para pagar contas;


Sem planejamento financeiro, IPVA, IPTU, material e matrícula escolar impactam nas contas dos brasileiros no começo de 2021


Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo SPC Brasil em parceria com a Offer Wise Pesquisas mostrou que 45% dos brasileiros entraram neste ano com uma situação financeira pior do começaram 2020. Esse fator, somado aos gastos de fim de ano, contas do dia a dia e contas do primeiro trimestre, como IPTU, IPVA, matrículas e material escolar e seguro do carro pode ser desafiador para a vida financeira da população. Especialmente em um cenário de pandemia e fim do auxílio emergencial. Pensando nisso, a fintech de crédito pessoal Simplic separou algumas dicas de como organizar e pagar essas contas, evitando novos endividamentos.


Defina prioridades


Se você não realizou um planejamento de contas para o ano, esse será o momento de você definir as prioridades. Avalie a sua situação financeira, organize suas contas atuais, separando quais são as despesas fixas e as sazonais, e quanto do seu atual orçamento pode ser direcionado para esses pagamentos. Avalie, por exemplo, quais contas é necessário priorizar, suas datas de vencimento, quais acarretam mais juros ou são essenciais.


À vista ou parcelado?

No momento de pagar as contas, é sempre importante avaliar quanto do seu orçamento pode ser direcionado para o pagamento à vista. Isso porque é possível obter descontos para pagamentos à vista, trazendo mais economia financeira. Para os casos em que não existe desconto, também é interessante avaliar a possibilidade, pois se não foi feito um planejamento financeiro para o ano, esses parcelamentos podem prejudicar o orçamento.

Reserva de emergência

Se o orçamento disponível para o pagamento das contas não for suficiente, é possível optar pela reserva emergencial. Para os que possuem uma reserva, esse é o momento de utilizá-la para evitar novos endividamentos, colocar as contas em dia e organizar as despesas do ano.

Empréstimo emergencial

No caso daqueles que não conseguiram guardar dinheiro, mas precisam pagar as contas, o empréstimo online é uma alternativa. De acordo com um levantamento da Simplic, quase 30% dos pedidos de empréstimo online em 2020 foram para pagar contas básicas, como energia e água. Já o pagamento de dívidas, como cartão de crédito e financiamentos, representaram 22% do total de pedidos. A fintech se torna uma alternativa, especialmente para aqueles que nem sempre têm acesso a crédito em instituições financeiras convencionais, como negativados e autônomos. Além disso, o crédito é liberado em 24h, facilitando o pagamento imediato das contas.

Planejamento financeiro

A Simplic é uma alternativa para negativados e autônomos que precisam pagar suas dívidas e aposta na educação financeira para o bom uso do empréstimo ou para manter as contas em dia. O indicado é realizar um planejamento financeiro para o ano, considerando, inclusive, as contas sazonais para o ano seguinte. 2021 está apenas começando e sempre é possível buscar alternativas para se organizar financeiramente. Fazer uma avaliação do seu orçamento, entender quais são as despesas fixas, variáveis, quais são os valores, datas de vencimento e criar uma planilha de gastos para organizar tudo isso são alguns dos caminhos.

Sobre a Simplic

Lançado em 2014 no Brasil, a Simplic é a primeira plataforma de crédito pessoal 100% online do País. Inovadora, a ferramenta utiliza inteligência artificial, machine learning e big data para analisar dados dos usuários advindos de mais de 200 variáveis e é capaz de gerar uma resposta em menos de 3 segundos. Oferece empréstimos entre R$500 e R$3.500, que podem ser pagos em 3, 6, 9 ou 12 vezes, tudo de forma prática, rápida, segura e digital. Hoje, analisa mais de 10 mil propostas por dia e já originou meio bilhão de reais desde o início das operações.

 

 



INFORMES PUBLICITÁRIOS