Governo quer contar com conscientização da população para resolver problema de piranhas no Manso

Muitos ataques de piranhas têm sido registrado no lago do Manso. O governo s reuniu com empresários para tentar resolver a situação.

Um dos principais problemas apresentados foi a necessidade da conscientização coletiva da população, já que muitas pessoas acabam alimentado peixes e jogando comida na água, o que acaba contribuindo para atrair as piranhas. Além disso, a compra de predadores, como tem sido feito por muitos moradores da região, pode desiquilibrar o ecossistema, já que peixes como tucunaré comem não apenas piranhas, mas também outros peixes.

"A Sema está orientando os interessados sobre os estudos necessários, antes da autorização de soltura de qualquer espécie nos rios e lagos de MT. Vamos registar essas informações dos ataques num banco de dados e avaliar a melhor alternativa", afirma Valmi Lima, superintendente de Licenciamento da Secretaria de Meio Ambiente.

É recomendável que turistas e moradores da região não atirem comida nas aguas e nem entrem no lago com feridas não cicatrizadas, de acordo com a Secretária de Estado de Meio Ambiente.

 



INFORMES PUBLICITÁRIOS