Após denuncia de enfermeira, Hospital emite nota sobre suposta aceleramento de morte de pacientes

Após denúncia de que o Hospital São Judas Tadeu estaria 'matando'  pacientes com covid-19, a direção do Hospit alemitiu nota falando que as afirmações feitas pela enfermeira identificada como Amanda Delmondes Benício, nessa segunda-feira (5 são com teor de vingança por ela ter sido demitida após 50 dias por ter "práticas dissonantes com as exigidas" e que vai processá-la.

A enfermeira afirmou que um dos casos de erro médico aconteceu com o major PM Thiago Marins de Souza, 34 anos, que morreu neste domingo (4).

“Ele pediu socorro: ‘me tira daqui, estão me matando’. Eu chorava. Eu passando a mão na testa dele e chorava. [...] Aí o que eu escutei quando trocou o plantão? ‘Vamos ter que deixar um morrer ou deixar ele morrer'", disse a enfermeira.

A direção do hospital disse que as denúncias de condutas supostamente promovidas contra a saúde dos pacientes não passam de "acusações espúrias", e que a profissional que denuncia foi desligada da empresa "justamente por práticas dissonantes com as exigidas pelo Hospital". Dessa forma, justifica que ela utiliza essa "pauta com cunho de promover retaliação e vingança", diz trecho da nota.

O hospital "está empenhado na adoção das medidas cíveis e criminais cabíveis em face da profissional".

Confira a nota na íntegra:

O Hospital São Judas Tadeu vem, nesta oportunidade, negar veementemente todas as notícias veiculadas na data de hoje, 5 de abril de 2021, que envolvem condutas supostamente promovidas em desfavor da saúde dos pacientes.

As acusações espúrias foram proferidas por uma funcionária que justamente por práticas dissonantes com as exigidas pelo Hospital e, por isso, utiliza-se dessa pauta com cunho de promover retaliação e vingança.

É evidente que as afirmações são desprovidas de qualquer fundamento e principalmente provas. Diante da gravidade, o Hospital está empenhado na adoação das medidas cíveis e criminais cabíveis em face da profissional e isso será a maior resposta que poderemos dar a população.

De qualquer forma, reforçamos que o Hospital São Judas Tadeu é uma Instituição séria e respeitada, com histórico de excelência em serviços prestados à população cuiabana há mais de 35 anos.

Sempre atuamos com profissionais sérios e comprometidos com a ética e o bem estar dos pacientes e assim permaneceremos nossa caminhada. 



INFORMES PUBLICITÁRIOS