Assistência Social realiza capacitação introdutória aos novos servidores

Os mais recentes servidores - empossados após o 1º concurso público da Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência participam de capacitação introdutória que está sendo realizada no auditório da Pasta. A ação teve início na segunda-feira (5) e prossegue até o dia 7 (quarta-feira).

O evento, que tem como objetivo preparar os novos profissionais para prática diária de trabalho, discute temas como as normativas e diretrizes da pasta, bem como da administração pública, regimento interno, dentre outros.

Do total de 41 pessoas que apresentaram a documentação exigida pelo concurso, 35 tomaram posse e seis pediram prorrogação do prazo. O ato de posse foi realizado no dia 26 de março do corrente ano.

Os cargos ocupados foram: Oficial Administrativo (11), Cuidador Social (04), Orientador Social (12), Contador Público Municipal (01), Assistente Social (03), Pedagogo (04), Psicólogo (01) e Administrador (01). As turmas foram divididas por cargos.

“Essa foi a primeira vez na história da capital que foi realizado um concurso voltado exclusivamente para atender a pasta da Assistência Social. Com isso, teremos um maior número de servidores distribuídos, tanto na sede como em todas as unidades descentralizadas, para atender com equidade e excelência às pessoas que mais precisam. Todo nosso esforço está voltado para atender aos anseios da população”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

Ao todo foram ofertadas 288 vagas, sendo 185 vagas para nível médio e 103 para o nível superior, com remuneração de R$ 1.607, 93 a 9.519,08. O certame realizado no mês de setembro de 2019, foi destinado a selecionar candidatos para assumir vagas efetivas e formação de cadastro reserva.

“Com esse novo chamamento o trabalho realizado pela assistência social vai continuar avançando e tornando o atendimento oferecido pela rede municipal com muito mais qualidade. As unidades descentralizadas poderão completar o seu quadro de funcionárias, dinamizando ainda mais o fluxo de atendimento", finalizou a secretária municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Hellen Ferreira.

 

 

 



INFORMES PUBLICITÁRIOS