Max Russi ouve demanda do sindicato da saúde

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (SISMA/MT) Carmen Machado, e a 1ª-secretária Tatiana Refosco, se reuniram na manhã desta terça-feira, dia 06, com o presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado estadual Max Russi. Durante o encontro que aconteceu a convite do deputado estadual, as representantes do Sindicato apresentaram as principais pautas da categoria, e receberam como resposta o apoio do presidente da ALMT.


A presidente do SISMA/MT mantém o trabalho e articulação com o Poder Executivo e Legislativo, e sociedade civil, para a garantia dos direitos dos servidores da Saúde. Sendo o mais recente, o lançamento da campanha, “Vacina Já”, que reivindica a imunização de todos os profissionais da saúde, inclusive os que estão em home office, para que estes voltem aos postos de trabalho de forma presencial.

“Saúde se faz com gente, não adianta abrir hospital e leitos e pensar que tudo está resolvido, para que a ponta funcione realmente, a gente precisa de uma retaguarda que nos possibilite a excelência no procedimento”, afiançou a presidente do SISMA/MT, Carmen Machado.


Entre as pautas apresentadas pela presidente do SISMA/MT estão: a vacinação de todos os servidores; a ampliação e garantia do pagamento da gratificação, conhecida como “verba Covid” para todos os servidores da linha de frente, o que não acontece atualmente; o pagamento dos adicionais de plantão e noturno, que em, alguns casos apresentam atrasos de um ano, situação recentemente denunciada pelo SISMA ao MPE; o desconto de insalubridade dos profissionais em cedência; além da paralisação dos Fiscais Sanitários em nove Escritórios Regionais de Saúde.

Carmen Machado também falou sobre as bandeiras da categoria, como o pagamento do Reajuste Geral Anual (RGA), defasado desde 2017, e a realização do concurso público, o que não ocorre há quase 20 anos.


“É muito importante o trabalho que vocês estão realizando, de diálogo e articulação. Podem contar comigo, vamos somar forças para garantir os diretos servidores”, afirmou o presidente da AL/MT, Max Russi. 



INFORMES PUBLICITÁRIOS