Sebrae faz parte da história de Cuiabá

Cuiabá completa no dia 8 de abril de 2021, 302 anos e o Sebrae também faz parte dessa história com presença e atuação marcantes na Capital há mais de 40 anos como principal instituição de fomento ao empreendedorismo dando suporte aos empresários e empreendedores donos de pequenos negócios.

Ao longo desses anos acompanha a vida da cidade, dos cuiabanos de nascimento e dos que escolheram Cuiabá para viver e empreender. Disponibiliza ferramentas práticas e multifuncionais para capacitar empresários e empreendedores para que possam obter as condições necessárias para se inserir no mercado, crescer e se consolidar num cenário cada vez mais cheio de desafios. Promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável, estimulando o empreendedorismo de forma ética e justa.

As iniciativas são muitas e passam por capacitações, programas diversos de aprimoramento empresarial nos mais variados níveis; fomento ao desenvolvimento de novas cadeias produtivas; realização de eventos como Feira do Empreendedor, Fórum Sebrae de Negócios, Seminário de Design, Congresso Internacional de Sustentabilidade (CICLOS), Expoíndia (Ex-posição da Cultura Indígena), rodadas de negócios dos mais variados segmentos; entre tantos outros. Organizou ainda festivais, premiações como o Salão de Fotografia, estudo da iconografia mato-grossense para aplicação em produtos, sobretudo o artesanato; num forte movimento de valorização da cultura local.

À frente do Sebrae MT, o superintendente José Guilherme Barbosa Ribeiro, cuiabano de coração, destaca que o valor de um povo se mede pela conservação, manutenção e o respeito à cultura. “O Sebrae tem feito sua parte, em todos os nossos eventos, nós valorizamos a cultura, em especial a cuiabana”.

Ele enfatiza que Cuiabá tem a felicidade de estar no centro da América do Sul, equidistante do Pacífico e do Atlântico, o que no passado trouxe algumas dificuldades, mas também possibilitou fatores importantes no aspecto sociológico, entre eles o espírito colaborativo e hospitaleiro que o cuiabano tem. Sem falar no desenvolvimento de uma cultura própria e muito bonita que é fruto da mescla de influências resultante da aproximação fluvial com o Paraguai, da proximidade com a cultura indígena, da chegada de migrantes de outras regiões brasileiras, e a receptividade com que são tratados. A musicalidade, a poesia, o teatro, literatura, artes plásticas, arquitetura, tudo isso é fruto dessa grande “miscelânea” de trocas de experiências, que inclui também um respeito à natureza. “Nas artes plásticas, por exemplo, a maior parte dos artistas trabalha motivos que reportam à natureza. Praticamente todos eles fazem menção a ela, que é um valor intrínseco à história desse povo”, constata.

José Guilherme frisa ainda que “nós somos uma sociedade moderna, que recebe todos os povos muito bem, não é provinciana, pelo contrário, é uma cidade aberta, contemporânea”.

Espaços físicos

Entre os muitos legados do Sebrae para a Cuiabá estão espaços que fizeram e ainda fazem parte da vida da cidade e de certa forma a moldaram. O primeiro deles foi o Moitará, que durante muitos anos abrigou vários eventos e atividades enquanto o Centro de Eventos do Pantanal era construído.

Inaugurado em agosto do ano 2000, o Centro de Eventos do Pantanal (CEP) é mais que um equipamento, uma estrutura com 12 mil metros quadrados de área construída preparado para receber eventos os mais diversos, é um local que já faz parte da vida do povo cuiabano. Desempenha um papel fundamental na economia cuiabana e de Mato Grosso. Com ele, Cuiabá entrou na rota dos grandes eventos e passou a atrair turistas que antes não vinham para o Estado.

“Nós trouxemos quase sete mil eventos ao longo desses 20 anos, vieram 640 mil turistas, foram criados mais de 260 mil postos de trabalho”, resume Charles Padilha, gerente do CEP.

A economia local passou a ter um olhar e um foco também no turismo de negócios. Com o CEP, vários segmentos são impactados diretamente: sonorização, recepcionistas, montadoras, buffets, brigadistas, decoradores, organizadoras, etc. Um único evento chega a impactar 52 segmentos econômicos, sem contar os indiretos. O CEP gera emprego e renda, é uma solução econômica e social do município de Cuiabá.

O prédio do Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS) é uma demonstração inequívoca do quanto a instituição valoriza a cultura local e estimula práticas sustentáveis como um ativo econômico importante para Mato Grosso e para o Brasil. Inaugurado em 2010, o espaço tem um projeto arquitetônico baseado nas construções de nossos ancestrais indígenas e abriga inúmeras tecnologias sustentáveis, como captação de água de chuva, uso de energia solar, paisagismo que valoriza espécies dos biomas mato-grossenses, compostagem, sendo um laboratório vivo para empresários, empreendedores e sociedade em geral.

O CSS se tornou o Centro de Referência em Sustentabilidade para o Sistema Sebrae e nele são produzidos e disponibilizados inúmeros conteúdos para subsidiar práticas sustentáveis nas empresas. Reconhecido através de prêmios e certificações nacionais e internacionalmente, o CSS se tornou um ponto de referência de inspiração.

 

 



INFORMES PUBLICITÁRIOS