Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
MALAI2

EconomiaAcrismat realizou palestra sobre o cenário da suinocultura em Paranatinga

Postado 1 semana atrás Fonte: icone

Com o objetivo de levar informações, aumentar e melhorar a produção da suinocultura em Mato Grosso, a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), realizou na última sexta-feira (4), em Paranatinga (distante 338 km de Cuiabá) palestra sobre o atual cenário da cadeia suinícola. Voltada para suinocultores e produtores da região, o painel de palestras abordou ainda questões sanitárias e fundos de financiamentos para a atividade.

O evento, realizado no plenário Natal Silvério Ferreira, na Câmara Municipal do município, contou ainda com a participação Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), e serviu para incentivar os produtores a investirem ainda mais na suinocultura.

“Sabemos do potencial deste segmento, e que a suinocultura é uma atividade que gera muito emprego e renda em Mato Grosso. Por isso realizamos este trabalho em parceria com outras entidades para levar conhecimento e apoio aos suinocultores, para que estes possam produzir cada vez mais e com mais qualidade, agregando valor ao que é produzido”, destacou o diretor executivo da Acrismat, Custódio Rodrigues.

Ainda de acordo com o diretor executivo, esta é uma ação em parceria com o governo do Estado, que busca desenvolver o setor produtivo em todo o território estadual, com o objetivo melhorar a qualidade de vida dos habitantes. E Paranatinga por conta de sua localização, tem um grande potencial no desenvolvimento no setor produtivo.

“O desenvolvimento chegará a todos os lugares, e Paranatinga está se preparando para isso, pois é notável o avanço tecnológico no município, e nossa missão é contribuir com isso. Para os produtores que se interessarem em melhorar a sua produção de suínos daremos todo o suporte nas questões sanitárias e até na área da medicina veterinária”, ressaltou Custódio.

O superintendente da Agricultura da Sedec, Eldo Orro explicou qual o papel no estado no desenvolvimento da suinocultura.

“Trabalhamos em parceria com todas as cadeias produtivas, o Estado tem duas formas de contribuição com o setor, o primeiro é o incentivo fiscal, que ajuda na competitividade dos produtores nas vendas interestaduais. Outro ponto fundamental para o desenvolvimento de qualquer setor é o crédito, e para isso nós coordenamos o Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) Rural, que disponibilizará recursos para o setor agropecuário”, afirmou.

 

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.