Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019
MALAI2

ArtigosAL suspende certificado de responsabilidade social a Energisa

Postado 2 semanas atrás Fonte: Elizeu Nascimento

Na condição de requerente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Energisa, e a posteriori, conclamado presidente desta importante (CPI).

Eu, de forma alguma poderia  coadunar com tamanho despautério, com a concessão de certificado de responsabilidade social, a concessionária de energia  Energisa S/A. Honraria esta,  que seria entregue, pela Assembleia Legislativa (AL), na quinta-feira (14).

Assim que tomei conhecimento do fato, de imediat solicitei o cancelamento da homenagem à empresa Energisa, pedido este  acatado de imediato, pelo presidente da Mesa Diretora Eduardo Botelho (DEM), durante sessão     da manhã do dia (19).

Quero aproveitar a oportunidade,  para agradecer ao Presidente da casa, Eduardo Botelho (DEM) e ao José Domingos, pois assim que a documentação pedindo o cancelamento da mesma chegou a suas mãos, o pedido foi acatado.   

Esta medida por mim tomada teve como objetivo principal corrigir uma situação no mínimo desconexa e vexatória, homenagear uma empresa de energia, acusada, com várias denúncias por abuso no aumento de energia elétrica, entre outras irregularidades; seria no mínimo contrassenso.

Na condição de parlamentar e proponente desta CPI, não poderia de forma alguma, homenagear uma empresa, que está sendo investigada, e que no Procon, existe contra ela, uma avalanche   de denúncias, das mais variadas possíveis.

Homenagear esta empresa de distribuição de energia elétrica, Energisa, seria o mesmo que dizer que a mesma, vem prestando “bons serviços à população”, isso não é verdade.      

Quero salientar também, que entre tantas irregularidades e arbitrariedades, a empresa Energisa, é a campeã em reclamações. Constatei isso, durante minhas andanças, por um grande número de municípios em  Mato Grosso, que pediram audiência  pública.

O carro chefe das reclamações foi sem dúvida alguma, o aumento abusivo nas faturas, que em alguns casos chegaram ao patamar de 700%, isto é inadmissível e inaceitável, principalmente para a população de baixa renda.  

Quero aproveitar a oportunidade, para informar-lhes, que o certificado social concedido pela Assembleia Legislativa, às referidas empresas, acontece mediante consulta previa,  a partir da análise feita, pela Comissão Mista de Responsabilidade de Mato Grosso, que pondera uma série de requisitos, como qualidade da relação das empresas com seus empregados, cumprimento de cláusulas sociais, participação dos empregados nos resultados econômicos, além de desenvolvimento pessoal e gestão ambiental.

Partindo dessa premissa, nada  mais justo, que vetar  esta empresa, do recebimento desta honraria, que para muitos, seria um prêmio de suma importância.

Uma das premissas básicas, para concessão dessa honraria, a serem entregues; passa pelo crivo dos responsáveis pela certificação. É de suma importância, que analisem as empresas a serem homenageadas com bastante rigor; para que, não ocorra mais ato falho de reconhecer aquelas empresas que eventualmente possam estar sendo alvo de investigações parlamentares.

O cair é do homem, o levantar é de Deus!

Elizeu Nascimento é deputado estadual

 

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.