Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

EsporteBrasileiros começam a trajetória em mais um Pan, confiantes em títulos nos diversos torneios

Postado 2 semanas atrás Fonte: assessoria

Chegou a hora. Uma das principais competições do ciclo olímpico, o Pan-Americano de Lima começa neste domingo (4) para o tênis de mesa. O primeiro jogo dos brasileiros acontece às 13h (de Brasília), quando a dupla Gustavo Tsuboi/Bruna Takahashi encara os venezuelanos Marco Navas e Neridée Niño. Já na segunda-feira, a primeira das sete medalhas de ouros possíveis terá dono. E o Brasil é um dos grandes candidatos a ficar com boa parte delas. Record TV, Record News, Sportv e a plataforma digital Play Plusa transmitem o evento ao vivo na capital peruana. A tabela dos jogos pode ser visualizada no site oficial da competição: https://www.lima2019.pe/resultados.

Hugo Calderano é o grande destaque da delegação. Sempre parado por onde passa, seja nas arquibancadas de outras competições, na Vila Pan-Americana ou nas áreas comuns, o jovem, de apenas 23 anos, número 6 do mundo e melhor não-asiático no ranking mundial vem treinando pesado em Lima para decepcionar quem espera conquistas dele.

“Consegui me adaptar bem. Gostei da mesa, a bola é aquela que estou acostumado a jogar. Eu sei que existe uma expectativa grande sobre mim. Mas procuro focar apenas no que eu preciso fazer, no meu jogo, e não pensar no que as pessoas possam pensar ou que esperam. Quero impor meu jogo em todas as partidas”, explica Hugo.

Muitos craques além de Hugo

Mas o time brasileiro é recheado de talentos, mostrando que o tênis de mesa do país cresceu demais no cenário internacional. No masculino, por exemplo, o cabeça de chave número 2 é brasileiro: Gustavo Tsuboi é o 32° do ranking mundial e está firme na luta por pódios. Eric Jouti faz parte do Top 100 mundial há muitos meses e atualmente é o 64 do mundo.

Entre as mulheres, a grande destaque é Bruna Takahashi, 69ª do ranking mundial. A menina, de apenas 19 anos, disputa seu primeiro Pan, mas com muita experiência na bagagem: Olimpíadas, Mundial e Jogos Olímpicos da Juventude fazem parte de seu currículo extenso. O ouro no Pan serviria como mais um grande salto para sua carreira.

“Tenho experiência em torneios internacionais como este e a vantagem de manter o foco num torneio tão grande. Estou estudando mais as minhas adversárias, vendo vídeos. Quero ganhar o Pan e classificar para Tóquio. Acabou surgindo uma bolha no meu pé no primeiro treinamento, mas nada me impede de seguir treinando forte”, avisa a atleta, com sangue nos olhos.  

Para fazer companhia a Bruna, duas grandes atletas do cenário da modalidade na América Latina. Jessica Yamada jogou por seis anos na França, já disputou um Pan e quer brigar por uma medalha. Caroline Kumahara já tem uma, de bronze, no Pan de Toronto, em 2015.

Agenda

O torneio de tênis de mesa do Pan começa com as competições de duplas, masculinas, femininas e mistas. A primeira final é de duplas mistas, na segunda-feira. O Brasil é representado por Tsuboi e Bruna nesta disputa. Na terça, acontecem as finais de duplas masculinas e femininas, onde as parcerias brasileiras são Calderano/Tsuboi e Bruna/Jessica.

Na sequência, a disputa do ouro individual, marcada para quarta-feira (7). Os mesmos atletas que brigam nas duplas participarão da disputa por mais essa medalha. Finalmente, no dia 8, começa o torneio de equipes, com final marcada para o dia 10.  

 

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.