Sexta-feira, 03 de Abril de 2020
ENERGISA CORONA

VariedadesCampanha da Fraternidade 2020 será lançada nesta terça-feira (25), em Mato Grosso

Postado 1 mês atrás Fonte: Rafaela Maximiano

Em defesa do combate à violência e à intolerância, tão presentes no cotidiano do País, a Campanha da Fraternidade 2020 incentiva todos os cidadãos a exercitar a empatia e desenvolver a capacidade de cuidar do próximo. Sob o tema "Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso" e o lema "Viu, sentiu compaixão e cuidou dele", a campanha será lançada oficialmente em Mato Grosso nesta terça-feira, 25 de fevereiro, durante o encerramento do 34º Vinde e Vede.

 

O lançamento ocorre no Memorial João Paulo II, em Cuiabá, a partir das 19h30, durante a Missa que será presidida pelo Arcebispo de Cuiabá, Dom Milton Santos.

 

Lançada no mesmo período de início da Quaresma, a Campanha da Fraternidade já propôs a reflexão sobre realidades próximas dos brasileiros, como família, políticas públicas, saúde, trabalho, educação, moradia e violência. Em 2020, ela convida não apenas os cristãos, mas toda a população, a olhar de modo mais atento e detalhado para a vida, por meio de relações de mútuo cuidado entre as pessoas, dentro de casa, na comunidade próxima e no mundo.

 

"Infelizmente, estamos vendo muitos casos de abandono, de racismo, homofobia, violência contra mulher, bullying, depressão, suicídios. São muitas pessoas em sofrimento. Nós, enquanto cidadãos, podemos cuidar mais de quem está próximo de nós, acolher, dar um abraço, atender as necessidades, inclusive materiais. Precisamos agir", afirma o Arcebispo Dom Milton Santos.

 

Dom Milton explica que os verbos de ação que irão conduzir a campanha - ver, sentir compaixão e cuidar - fazem referência à clássica parábola do bom samaritano, que será representada pela imagem de Santa Dulce dos Pobres, o "Anjo Bom da Bahia", recém-canonizada pela Igreja Católica. "É importante que as pessoas entendam que sentir pena é diferente de se compadecer, de se colocar no lugar do outro. Quando você exercita a empatia, você age tendo em mente aquilo que você gostaria que as pessoas fizessem por você", avalia.

 

Segundo o Arcebispo, a Santa Dulce dos Pobres foi escolhida como imagem representativa da campanha de 2020 por ela ter sido um dos maiores exemplos de benemerência da contemporaneidade. Ela viveu entre 1914 e 1992, promovendo, desde a adolescência, ações humanitárias que ganharam repercussão pelo mundo.

 

A Campanha da Fraternidade segue até a última semana de novembro, em que os cristãos são convidados a colocar em prática o tema proposto em 2020. Ao longo do ano, as paróquias também recebem doações dos fiéis, que são destinadas ao apoio de projetos sociais da comunidade diocesana.

 

A Campanha da Fraternidade surgiu durante o desenvolvimento do Concílio Vaticano II (1962-1965). A cada ano, desde 1964, a Igreja no Brasil propõe a todos os cristãos, a Campanha da Fraternidade (CF).  Essa campanha desenvolveu-se mais intensamente durante a Quaresma, mas aos poucos, seu tema foi sendo refletido e engajado dentro da vida da Igreja durante todo o ano.

“É sempre um tema bem concreto através do qual, somos convidados a reconsiderar e, sobretudo, nossas atitudes para com o próximo, dando dimensão concreta à nossa conversão pessoal e à de nossas comunidades de Igreja” acrescenta o Arcebispo.


A Quaresma é o período de 40 dias entre a Quarta-feira de cinzas – logo após o Carnaval - e a Semana Santa (que se inicia com o Domingo de Ramos). Durante a Quaresma, a Igreja e todos os cristãos preparam-se para a Páscoa. A Páscoa é a festa anual dos Cristãos para celebrar a Ressurreição de Cristo.


Cartazes, desenhos, músicas, texto-base, textos voltados para cada pastoral, vídeos. Várias são as formas que a Campanha da Fraternidade pode ser trabalhada nas comunidades, sendo debatida e refletida pela comunidade.

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.