Quarta-feira, 08 de Abril de 2020
ENERGISA CORONA

Mato GrossoDelegacia do Adolescente cumpre busca e apreensão de menor em escola da Capital

Postado 5 anos atrás Fonte: PJC
Foto: foto ilustrativa

Restabelecer a aprendizagem dentro do ambiente escolar. Este foi objetivo da operação policial escolar, realizada na tarde desta quarta-feira (10.06), pela Delegacia Especializada do Adolescente com apoio de agentes de trânsito e o Conselho Tutelar, para cumprimento de dez mandados de busca e apreensão de menor, em Cuiabá. Nove mandados seriam cumpridos dentro da Escola André Avelino Ribeiro, no CPA, mas apenas duas adolescentes de 16 e 17 anos foram encontradas em sala de aula. O delegado da DEA, Paulo Alberto de Araújo, informou que os menores estão envolvidos com o tráfico e o uso de drogas. "Traficantes da praça fazem contato com adolescentes para distribuir droga dentro da escola e por isso temos que tratar do ambiente externo e o interno da escola, para retornar o nível de aprendizagem, que é a função da escola", destacou Araújo. Outros sete adolescentes não foram encontrados na escola, no horário que deveria estar assistindo aulas. Segundo alguns alunos, dois deles tinham pulado o muro da unidade para assistir um jogo de futebol, num ginásio que não souberam informar. Outro adolescente que deveria ter sido apreendido do lado de fora também não foi localizado. De acordo com o delegado, a ação da polícia é estritamente pedagógica, buscando a repressão mas de forma a não causar transtornos dentro da escolar. "O ambiente interno da escola não pode ser maculado, polícia não entra", explicou. Os alunos com ordem judicial de apreensão são chamados na coordenação por um servidor da escola e lá na presença do Conselho Tutelar é informado e os pais acionados para acompanhar os trabalhos na Delegacia. As duas adolescentes apreendidas na operação foram ouvidas e apresentadas ao Ministério Público. "Alguns pais vieram aqui agradecer. Achavam que os filhos estavam na escola, que nunca usaram droga. É uma operação pedagógica, a primeira do gênero e que irá passar por melhorias, por um estudo, para ver se continuamos", finalizou o delegado. Participaram da operação cerca de 50 policiais civis das Delegacias da Diretoria Metropolitana, agentes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e o 3º Conselho Tutelar.

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.