Terça-feira, 07 de Abril de 2020
ENERGISA CORONA

PolíticaDeputado quer evitar duplicidade de pagamento na taxa de iluminação pública

Postado 5 anos atrás Fonte: SORAIA FERREIRA
Foto: REPRODUÇÃO

Vice-líder do PSB na Câmara Federal, o deputado federal Fabio Garcia (PSB-MT) usou a tribuna na última sessão para alertar os demais parlamentares sobre o Projeto de Decreto Legislativo 1.428/13, que pretende suspender o repasse aos municípios da responsabilidade pela iluminação pública. Ocorre que o repasse está previsto na Resolução Normativa 479/12, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e, de acordo com Garcia, regulamenta apenas a distribuidora de energia e não as prefeituras. “Conforme a Constituição, cabe às prefeituras ofertar os serviços essenciais nos municípios, entre eles, a iluminação pública”, falou o parlamentar – ao defender que o serviço continue de competência dos municípios. Para o deputado de Mato Grosso, é preciso ainda mais atenção na discussão do projeto para não permitir que ocorra uma dupla cobrança ao contribuinte.

 

DUPLICIDADE – Isto poderá acontecer, diz Fabio Garcia, se o consumidor pagar a taxa de iluminação pública e depois participar da remuneração das distribuidoras pelos serviços de expansão, operação e manutenção da iluminação pública. “Então, precisamos tratar de como esses serviços serão cobrados pela distribuidora, mas não podemos aceitar uma dupla cobrança ao contribuinte e consumidor de energia elétrica”, enfatizou o deputado. O prazo para os municípios receberem essa responsabilidade, que antes era da União, expirou no dia 31 de dezembro último. No entanto, várias prefeituras entraram na Justiça contra a decisão. Diante da falta de acordo entre os líderes partidários, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, decidiu adiar a discussão do repasse para esta semana. “A bancada do PSB foi contra a retirada do projeto de pauta”, informou Fabio Garcia. Devido ao feriado de 1º de maio, as sessões do Plenário desta semana ocorrerão segunda (27), terça (28) e quarta-feira (29).

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.