Quarta-feira, 08 de Abril de 2020
ENERGISA CORONA

Mato GrossoFrigorífico é condenado a pagar R$ 10 mil por não liberar funcionária para o Enem

Postado 5 anos atrás Fonte: ROBERTA DE CÁSSIA
Foto: ILUSTRAÇÃO

O Tribunal de Justiça do Trabalho condenou um frigorífico em Rondonópolis a pagar indenização de R$ 10 mil a uma ex- funcionária por ter impedido sua saída do serviço para participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A decisão foi da 1ª Turma do TRT de Mato Grosso. A funcionária teve que chamar a polícia para sair da empresa e fazer a prova. O porteiro testemunhou que a ordem já chefia era que ela fosse liberada somente uma hora mais tarde que todos os demais empregados inscritos no exame. Para o desembargador Osmair Couto, relator do processo na 1ª Turma do TRT/MT, a conduta praticada pelo superior cerceou a liberdade de locomoção e de autodeterminação da trabalhadora, ferindo sua dignidade.

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.