Sexta-feira, 05 de Junho de 2020
ENERGISA CORONA

VariedadesInstituições vencedoras do Prêmio Fundação André e Lucia Maggi participam de capacitação

Postado 3 anos atrás Fonte: ASSESSORIA

Entre os dias 15 e 19 de maio, as instituições sociais vencedoras da primeira edição do Prêmio Fundação André e Lucia Maggi participaram de uma Semana de Imersão. A atividade envolveu orientações e capacitação para auxiliar na construção do plano de uso do recurso conquistado, a partir de uma visão estratégica para qualificar o impacto de suas ações.

Vale lembrar que o Prêmio teve sua primeira edição realizada em 2016. É uma das iniciativas da Fundação André e Lucia Maggi (FALM), que atua para que pessoas e instituições atinjam o máximo de seus potenciais, para que organizações sociais se fortaleçam e, dessa maneira, gerem mais desenvolvimento e transformação social.

Esta é a primeira premiação em Mato Grosso voltada ao fortalecimento institucional de organizações sociais, reconhecendo a atuação pelo desenvolvimento social de suas comunidades. No total foram 33 organizações inscritas, de 13 municípios do Estado. A equipe da FALM já prepara a segunda edição do Prêmio, que será lançado no mês de junho.

Durante a semana, os representantes de cada instituição premiada desenvolveram reflexões sobre o uso do recurso do Prêmio, elaborando um plano de utilização do recurso, baseado em dados coletados durante visitas técnicas e os desejos das instituições a curto, médio e longo prazo. As instituições vencedoras das três categorias – Boas Práticas de Gestão, Melhores Impactos e Empreendedor Social – receberão o total de R$ 170 mil em apoio financeiro, além de capacitações técnicas e mentorias.

Vencedora do 3º lugar na categoria Melhores Impactos, a Associação de Proteção à Maternidade e a à Infância de Cuiabá atua dentro do Hospital Geral Universitário (HGU) e assiste 1.046 crianças com lábio leporino e fenda palatina e suas famílias. O valor recebido por meio do Prêmio será investido para a reforma e adequação da estrutura física do ambulatório. Para a coordenadora da Associação, Yolanda de Barros, a semana foi desafiadora. “Estamos saindo daqui ainda mais desafiados a continuar nosso trabalho com boas ferramentas para investir este recurso”.

Cleiton Santana, da Associação de Xadrez de Campo Novo do Parecis, vencedora em 2º lugar na categoria Melhores Impactos pretende utilizar o recurso para multiplicar o ensino do Xadrez. “Aprendemos muito, principalmente a desenvolver um plano estratégico da nossa associação, definindo metas. Foi de grande valia e vai ajudar nos nossos resultados. Com o recurso vamos adquirir computadores e tablets para ensinar crianças que poderão ser multiplicadores do ensino do xadrez para a comunidade”.

A Fundação André e Lucia Maggi (FALM) é a instituição responsável pela gestão do Investimento Social Privado da AMAGGI e há 20 anos investe socialmente nos municípios onde a empresa atua. Acompanhe a FALM pelo site, Facebook e Youtube.

As organizações vencedoras da primeira edição do Prêmio, nas três categorias, foram:

Boas Práticas de Gestão
1º Lugar - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Mato Grosso (Senai)
2º Lugar - Associação Cultural e Social de Nova Mutum (MT)
3º Lugar - Instituto Desportivo da Criança – Cuiabá (MT)

Melhores Impactos
1º Lugar - Associação Centro América de Karatê – Cuiabá (MT)
2º Lugar - Associação de Xadrez de Campo Novo do Parecis (MT)
3º Lugar - Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Cuiabá (MT)

Empreendedor Social
Maria Selma Peaguda Lopes - Instituto Desportivo da Criança- Cuiabá (MT).
 

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.