Sábado, 18 de Janeiro de 2020
MALAI2

PolíciaJuri de SP condena homem que estuprou e matou cacerense

Postado 5 dias atrás Fonte: redação

O  gerente de bar Willy Gorayeb Liger  foi condenado pelo Tribunal do Júri de São Paulo  a 30 anos de prisão por estuprar e assassinar com golpes de bastão a cacerense Debora Soriano de Melo, de 23 anos. O crime aconteceu em 2016 em um  bar da Mooca, zona leste de São Paulo.


Conforme o Estadão, o juri o condenou por feminicídio qualificado e estupro. 

Na sentença, o juiz Luis Gustavo Esteves Ferreira, da 1ª Vara do Júri da Capital, afirmou que o crime "foi cometido pelo acusado com brutalidade incomum, incompatível com o mais elementar sentimento de piedade humana".

Ele pode recorrer da condenação.
 

O CASO

Liger foi com amigos a uma casa noturna na noite do dia 13 de dezembro de 2016, para comemorar um aniversário e lá conheceram duas moças que foram com eles no bar que ele era gerente. A vítima então ficou sozina com ele e foi estuprada e morta.

Liger fugiu e foi preso. Segundo o Tribunal, ele assumiu ter matado a jovem mas alegou lapso de memória quanto ao crime de estupro.

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.