Sábado, 06 de Junho de 2020
Unimed corona

ArtigosMato Grosso será o novo endereço da indústria mundial

Postado 2 semanas atrás Fonte: Ramiro Azambuja

A pandemia do novo coronavírus colocou a globalização num ponto de virada crucial. Foram necessários poucos dias de paralisação para o mundo entender que não é concebível concentrar a produção industrial num só lugar. No amargar de prejuízos gigantescos e atrasos enormes em projetos, os olhos de todos começaram a se voltar para novas possibilidades produtivas.

Nessa redefinição geopolítica, social e financeira, Mato Grosso pode e deve se posicionar como alternativa para a implementação de indústrias de transformação do agro. Somos recordistas na produção de grãos, algodão e carne. Com a abundância de matéria prima aqui, podemos recepcionar as indústrias de alimentos, a produção química, a produção têxtil, energia, biodiesel ou transformação de madeira.

Nosso potencial produtivo é imenso e não é de hoje que os olhos do mundo estão voltados para nós. Se éramos vistos como celeiro, hoje precisamos nos posicionar com infraestrutura e políticas públicas adequadas para receber esses investimentos que vão começar a migrar e se realocar pelo planeta.

Ainda temos um longo caminho pela frente até superarmos o vírus, mas sabemos desde já que a retomada da economia, outro grave problema decorrente dessa pandemia, passa pela geração de empregos.

Novas linhas de crédito já estão no mercado e outras mais virão para que os segmentos de construção civil e imobiliário possam se reaquecer, já que são responsáveis por uma grande fatia do PIB brasileiro e historicamente empregam muita mão-de-obra. Nós não podemos perder essas oportunidades nem deixar de vislumbrar o que está além do horizonte, mesmo que ainda não esteja tão claro e visível hoje.

É fato que haverá um estímulo à indústria nacional em todos os países, assim como é fato que os polos mundiais serão descentralizados e não mais condensados, a exemplo da China.

Mato Grosso tem grandes chances de se tornar o novo endereço da indústria mundial. Isso demanda investimentos em construção civil e coloca o mercado imobiliário em voga.

Investir em imóveis sempre foi um ativo seguro. Os visionários, aqueles que enxergam além, ganham quando tomam decisões acertadas e ganham muito mais quando conseguem ver o que ninguém ainda está vendo. Quem quer ser destinatário de retornos financeiros endereça seus investimentos para onde está o potencial. Olhe para o horizonte e veja as regiões do agro com outros olhos.

Ramiro Azambuja
Diretor-Presidente da EMHA Construtora e Incorporadora

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.