Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
MALAI3

PolíticaSenador parabeniza iniciativa de Sinop no combate à violência contra mulher

Postado 1 semana atrás Fonte: assessoria

O senador Wellington Fagundes parabenizou a iniciativa da prefeita Rosana Martinelli em encabeçar a campanha “Sinop Livre de Violência Contra a Mulher”. Para ele, esse tipo de ação deve ter a participação de toda a sociedade, poder público e principalmente dos homens.

“Essa questão deve envolver toda a sociedade, assim como o Poder Público. É dessas iniciativas como da prefeita Rosana que estamos precisando em todos os níveis", destacou o senador.

A campanha de “Sinop Livre de Violência Contra a Mulher”, lançada na segunda-feira (25), é em referência à campanha internacional, celebrada mundialmente no dia 25 de novembro, para denunciar a violência contra as mulheres e exigir políticas em todos os países para sua erradicação.

“Não podemos falar em combater a violência contra as mulheres sem envolver os homens nesse debate”, ressaltou o senador, líder do Bloco Parlamentar. Ele também lamentou o fato de Mato Grosso ser o terceiro Estado brasileiro no ranking de maior número de casos de violência contra a mulher.

A proposta da Prefeitura de Sinop é discutir o tema com a população, uma vez que a violência contra a mulher é uma ferida da sociedade brasileira, uma triste realidade que precisa ser enfrentada. Ao longo da semana, a Rede de Proteção à Mulher também realiza uma série de ações como palestras em escola, bate-papo em hospitais e também uma roda de conversa para homens. O objetivo é sensibilizar e mobilizar o público na promoção de mudanças quanto a esse tipo de violência.

Conforme dados apresentados da 2ª Vara Criminal da Comarca de Sinop, até a segunda-feira (25/11) já foram registradas 676 medidas protetivas requeridas por mulheres, no município. “Para que não aconteça mais nenhuma agressão contra as mulheres de Sinop. A segurança pode ser uma questão de Estado, mas as mulheres são uma questão de vida e respeito”, defendeu a prefeita Rosana Martinelli.

Violência Contra Mulher
Conforme dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública, apenas em Sinop, até o mês de setembro deste ano, foram registradas 810 ameaças contra mulheres, 420 casos de lesão corporal, 14 estupros e dois homicídios.

Já em outubro foi registrado o feminicídio da enfermeira Zuilda Correia Rodrigues, tendo como suspeitos o próprio marido e um policial militar.

Só entre janeiro e setembro deste ano, Mato Grosso registrou 36 casos de feminicídio, o aumento chegou a 5,8%, se comparado com o mesmo período de 2018, quando foram registrados 34 casos.

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.