Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
Unimed corona

PolíticaTaborelli aponta necessidade de acompanhamento psicossocial a mulheres com câncer de mama

Postado 6 anos atrás Fonte: vania costa

Decorrente da grande incidência do câncer de mama e da desestruturação que esse diagnóstico e tratamento acarretam na vida da mulher, é fundamental a atuação do psicólogo para dar suporte à paciente e a seus familiares. O deputado estadual Pery Taborelli (PV), apresentou uma indicação legislativa n° 782/2015, apontando ao secretário de Estado de Saúde (SES), Marco Aurélio das Neves, a necessidade da criação de grupos de apoio Psicossocial a mulheres com câncer de mama ou mastectomizadas no Estado de Mato Grosso. De acordo com o autor da proposição esse profissional vai ajudar a mulher a manter o seu bem-estar psicológico durante o tratamento. Para Taborelli pacientes que participam de atendimento psicológico possuem ajustamento à doença, redução dos distúrbios emocionais, como ansiedade e depressão, melhor adesão ao tratamento e diminuição dos sintomas adversos associados ao câncer, podendo até obter um aumento no tempo de sobrevida. O parlamentar justificou ainda que apesar dos avanços da medicina no tratamento do câncer e do aumento de informações veiculadas pela mídia, o câncer ainda equivale, muitas vezes, a uma “sentença de morte”, comumente associado à dor, sofrimento e degradação. “O diagnóstico de câncer e todo o processo da doença são vividos pelo paciente e pela sua família como um momento de intensa angústia, sofrimento e ansiedade”, explicou. No Brasil o câncer de mama apresenta-se como a segunda neoplasia maligna com maior incidência, assim como, uma causa relevante de mortes pela doença. “Sendo assim essa patologia é considerada um dos maiores problemas de saúde pública associado ao câncer em mulheres em nosso país”, explanou o deputado. O parlamentar acredita na sensibilidade do governo do Estado no sentido de atender a indicação, garantindo o que é de direito e dever previsto no artigo 196 da Constituição Federal, “a saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantindo mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações serviços para sua promoção, proteção e recuperação”.

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.