Cuiabá e Atlético-MG não assinam pedido para suspender torcida no jogos do Fla

Atendendo pedido de 17 clubes da Série A (somente Atlético-MG, Cuiabá e Flamengo não assinaram a petição) e da CBF, o auditor Felipe Bevilacqua, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), suspendeu, em caráter liminar, a decisão que permitia ao Flamengo realizar jogos com a presença de público no Maracanã

As demais equipes da Série A do Brasileiro pretendiam pedir o adiamento da rodada do final de semana caso a autorização fosse mantida.

A decisão foi tomada na madrugada desta quinta-feira (16), horas depois de o time carioca vencer o Grêmio, pela Copa do Brasil, com 6.446 pessoas no estádio (6.277 pagantes).

Em seu despacho, Bevilacqua anula até o próximo dia 28 os efeitos de uma liminar concedida pelo próprio STJD ao Flamengo na qual permite a venda de ingressos no Maracanã, desde que com o aval das autoridades sanitárias locais. Ainda não se sabe se o clube irá recorrer.

A maioria entende que, por isonomia, não deverá haver torcedor nos estádios enquanto não houver o aval de autoridades sanitárias locais para todas as sedes do Campeonato Brasileiro, em razão da pandemia da Covid-19.

 

FOTO: DIVULGAÇÃO



ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL