Bolsonaro lança, amanhã, obras da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste que passa por MT

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participa, amanhã (17), da cerimônia de lançamento das obras da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (FICO), em Mara Rosa, em Goiás.

O modal é um sonho antigo de Mato Grosso e Goiás, a FICO terá um investimento de quase R$ 3 bilhões e serão 383 quilômetros de novos trilhos, entre Mara Rosa e Água Boa (MT), interligando o Vale do Araguaia à Ferrovia Norte-Sul.

A ferrovia vai facilitar o escoamento da produção de Mato Grosso aos portos de Santos (SP) e Itaqui (MA). "A FICO vai impulsionar o desenvolvimento econômico e social de Mato Grosso, especialmente da região Araguaia. Além de contribuir para expansão da produção na região, a ferrovia vai diminuir o frete, gerar mais empregos e aumentar a nossa competitividade no mercado interno e externo", explica o deputado federal José Medeiros (Podemos), vice-líder do governo na Câmara Federal e que representar Mato Grosso na solenidade de início da construção da ferrovia. Ele acrescenta ainda, que a intenção do governo federal é estender a ferrovia até Lucas do Rio Verde.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que também estará no lançamento, explica que a construção da FICO é possível em função de um investimento cruzado, utilizando a outorga da renovação antecipada de contrato com a Vale S/A pela Estrada de Ferro Vitória-Minas. De acordo com o Ministério da Infraestrutura, a obra deve gerar 4,6 mil empregos diretos e indiretos.

"O início das obras da FICO faz parte da programação do 'Setembro Ferroviário', mês dedicado à expansão do transporte por trilhos no país. Desde 2019 até agora, o Governo Federal, através do Ministério da Infraestrutura, já garantiu cerca de R$ 30 bilhões em investimentos ao setor através da iniciativa privada com concessões e com renovações antecipadas de contratos, que também permitiram o mecanismo de investimento cruzado para o aporte de recursos em novos projetos. A meta do governo é chegar a 2022 com R$ 260 bilhões de investimentos contratados, pela duração dos contratos, e 100 empreendimentos concedidos. Estamos fazendo uma revolução ferroviária, a maior dos últimos 100 anos", destaca Tarcísio de Freitas.

 

FOTO: DIVULGAÇÃO



ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL