Projeto institui programa “Ônibus da Saúde da Mulher e do Homem”

Contemplando as campanhas do Outubro Rosa e Novembro Azul, o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) apresentou o projeto de lei nº 978/2021 que institui o programa “Ónibus da Saúde da Mulher e do Homem” em Mato Grosso.

Dr. Gimenez explica que o objetivo é assegurar uma unidade móvel por departamento regional de saúde, garantindo principalmente o deslocamento de equipes de profissionais aos municípios mais distantes e às comunidades rurais.

“A saúde precisa chegar à toda população feminina e masculina adulta, por meio do acesso a consultas, exames e procedimentos cirúrgicos quando necessários. Pode parecer simples, mas, a distância até a unidade de saúde muitas vezes impede o diagnóstico e o tratamento precoce”.

O ônibus da saúde da mulher e do homem deverá oferecer, preferencialmente, exames e consultas nas áreas ginecológicos e urológicos, ampliando a cobertura estadual na saúde preventiva. O projeto também busca dar acesso célere a cirurgias em caso de cânceres detectados.

A prioridade é atendimento de homens na faixa etária acima de 45 anos, exceto pacientes da raça negra com histórico de câncer na família, os quais iniciarão o rastreamento a partir dos 40 anos; já as mulheres, a partir do início de sua vida sexual.

“Vamos focar nos municípios com baixa adesão a exames preventivos, buscando o engajamento das prefeituras que precisarão cumprir alguns requisitos, como prover e divulgar campanhas educativas, agilizar o atendimento e garantir consultórios para a equipe multidisciplinar”, acrescentou Dr. Gimenez.

Também será de responsabilidade do município garantir o acesso a serviços com atenção especializada de média e alta complexidade nos casos que necessitarem de exames mais complexos (tomografias, ressonâncias, exames patológicos e biópsias) e aos medicamentos via farmácia de alto custo.

Para Dr. Gimenez, o programa deverá evitar a formação de “filas” para exames especializados, que é uma reclamação recorrente da população. Até o início de outubro, por exemplo, havia mais de 2,9 mil mulheres na fila de espera por exames de mamografia na Central Estadual de Regulação de Mato Grosso, conforme dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

“A mamografia é uma das medidas mais importantes para a detecção precoce do câncer de mama, principalmente na faixa etária dos 50 aos 69 anos, no entanto, pelo que temos acompanhado tem havia uma baixíssima adesão ao procedimento, o que contribui para o agravamento na saúde das nossas mulheres, precisamos mudar isso urgentemente”.

FOTO AL 



INFORMES PUBLICITÁRIOS

ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL