Hospitais de MT serão alvo da FPI do Crea-MT até o início de outubro

A Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), visitará de 20 de setembro a 01 de outubro, 28 unidades hospitalares de 18 municípios do interior do Estado.

De acordo com o coordenador da FPI, Reynaldo Magalhães, durante as fiscalizações serão solicitados os contratos de manutenções de vários equipamentos hospitalares como Tomógrafos, equipamentos de ressonância, Centrais de Gases medicinais e de Gás Liquefeito de Petróleos, elevadores, escadas rolantes, grupo gerador, instalações elétricas, Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA), circuito fechado de televisão (CFTV), Instalações telefônicas e de rede lógica, bem como, Controle de Pragas, Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS), Sistema de Prevenção e Combate à incêndios, qualidade de água e instalações físicas das edificações, relacionados à Engenharia de Segurança do Trabalho e Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), além do Laudo Técnico de Vistoria Predial (LTVP)/Laudo de Instalação Predial (LIP).

“Nosso principal objetivo é combater o exercício ilegal das profissões do Sistema Confea/Crea, que estão diretamente ligadas aos estabelecimentos de saúde, ou seja, nas modalidades ligadas as Engenharias. Nas visitas “in loco” desses hospitais estaremos averiguando e fazendo levantamentos de contratos de manutenção e a real atuação destes profissionais legalmente habilitados junto ao Conselho”, disse Reynaldo Magalhães.

Municípios alvo da FPI

Lucas do Rio Verde, Sorriso, Peixoto de Azevedo, Nova Bandeirantes, Apiacás, Paranaíta, Colíder, Itaúba, Claudia, Cotriguaçu, Juruena, Colniza, Aripuanã, Juína, Brasnorte, Marcelândia, Campo Novo dos Parecis e Matupá. 



ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL