Emanuel recepciona ministra Damares em lançamento do programa Famílias Fortes

No lançamento do programa Famílias Fortes, pela ministra da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, na sede da Associação mato-grossense dos Municípios (AMM), na manhã deste sábado (18), o prefeito Emanuel Pinheiro(MDB) enalteceu a presença da ministra em Cuiabá.“Cuiabá se sente honrada com a presença da ministra Damares e quero saudar, em rápidas palavras, como prefeito da capital mais bela e sedutora, mãe de todos os municípios e que tem orgulho de ser uma capital agregadora e integradora de todos os municípios do estado de Mato Grosso. Seja bem-vinda a esta terra calorosa, de um povo hospitaleiro e alegre, queremos parabenizá-la. Abraçamos a esta grande mulher, a esta grande representante da família brasileira, que vem a Cuiabá não só implantar o programa Famílias Fortes, mas que vem plantar o amor, a determinação e o legado de que toda e qualquer transformação e evolução de uma sociedade passa pela estruturação da célula máter da sociedade, que é a família”, disse Pinheiro.

No evento, também ocorreu a assinatura do protocolo de intenção com a AMM e com a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso (APDM), que tem como objeto a implantação de uma escola de formação de agentes públicos na área das políticas sociais e que, em Cuiabá, será monitorado de perto pela primeira-dama Márcia Pinheiro.

Ainda na tarde deste sábado, a ministra Damares Alves e o prefeito Emanuel Pinheiro lançam, juntos, a pedra fundamental Casa Mulher Brasileira em Cuiabá, que será construída no bairro Alvorada e será um ponto de referência no atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica. A construção da primeira Casa da Mulher Brasileira em Mato Grosso será possível graças à interlocução da primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro junto ao governo federal e também ao deputado federal Emanuelzinho, que destinou recursos de emenda para a obra.

Em um discurso efusivo e emocionado, a ministra Damares Alves elencou as políticas que vêm sendo construídas em prol de crianças, adolescentes, idosos, deficientes em todo o país e a proposta que o programa Famílias Fortes traz. “Viemos ajudar os prefeitos a pensar como as políticas públicas podem fortalecer os vínculos familiares. [...] Uma em cada quatro mulheres já foram abusadas até os 18 anos de idade. Precisamos enfrentar isso e um dos caminhos é o programa Famílias Fortes. O que está aí não está dando certo, então, vamos juntos no programa Famílias Fortes”, disse, emocionada.

Em sua fala, o presidente da AMM, Neurilan Fraga, sugeriu que as famílias beneficiadas no programa Famílias Fortes também sejam contempladas no programa Casa Verde e Amarela e que haja integração com outros ministérios para contemplar a todas as famílias em vulnerabilidade. “Precisamos não só fazer o alinhamento dessas famílias desajustadas, mas precisamos também inclui-las no processo produtivo, fazer com que elas tenham sua estabilidade econômica e fazer com que sejam cada vez mais independentes dos programas sociais”, pontuou.

Famílias Fortes

O acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Família e dos Direitos Humanos com os municípios já habilitados junto à Secretaria Nacional da Família tem como meta a implantação do programa Famílias Fortes, que tem como objetivo promover o bem-estar das famílias e a redução dos riscos relacionados a comportamentos problemáticos. O Ministério vai disponibilizar aos municípios, o material para que as equipes das prefeituras possam colocar as atividades em prática, os meios de fortalecer vínculos familiares e garantir proteção social dos adolescentes.

FOTO LUIZ ALVES 



ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL