Além de devolver carro de luxo, Viviane também tem que desocupar casa no Florais que pertence a Pivetta

A ex-mulher do vice-governador Otaviano Pivetta, Viviane Kawamoto além de devolver o carro no valor de R$ 280 mil também terá que desocupar a casa no Condomínio Florais, em Cuiabá, a pedido do ex-marido.

A decisão é do juiz Sergio Valério, da 3ª Vara Especializada da Família e Sucessões e foi publicada no dia 1º de outubro.

A defesa até tentou impedir, mas o magistrado também negou pedido de Viviane para que fosse bloqueado bens imóveis em nome de Pivetta para garantia da partilha dos frutos decorrentes do grupo econômico de propriedade do mesmo.

“Indefiro o pedido de manutenção da reconvinte na posse do imóvel residencial, bem como o pedido de bloqueio de bens imóveis de propriedade do requerente/reconvindo", acrescentou.

DIREITO DE VIVIANE

O juiz só concedeu a ela o recebimento de uma pensão compensatória no valor de R$ 10,9 mil mensais de alimentos compensatórios, que deverão ser pagos pelo período de doze meses.

De acordo com o relatório da ocorrência, a Polícia Militar foi até o apartamento após Viviane ter ligado para o 190. Em um primeiro momento, a mulher contou aos militares que foi agredida por Pivetta.

Os dois foram levados para a delegacia, mas no caminho Viviane teria relatado outra versão e dito apenas que houve uma discussão entre ela e o vice-governador.

FOTO REPRODUÇÃO INSTA 



ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL