Chefe do Denasus é exonerado após denúncia de perseguição contra Emanuel

O Chefe do Departamento Nacional de Auditoria do SUS(Denasus) foi exonerado na data do dia 8 de outubro após denúncia do prefeito Emanuel Pinheiro que ele estaria usando o cargo para prossegui-lo com relatórios de fiscalização ondem ficou claro que ele pertencia ao grupo do ex-vereador Abílio Júnior desafeto de Emanuel mostrando que não era imparcial em seu trabalho e ainda postava em suas redes sociais dizeres acusando o prefeito de corrupção, ou seja emitindo juízo de valor.

Ele inclusive assinou pedidos das operações Curare e Colisão da Polícia Federal.

Em nota o Ministério da Saúde diz que os servidores federais devem ser isentos de grupos políticos que comprometam seu julgamento profissional.

A prefeitura disse apenas que a ação está em sigilo e não pode comentar.

João Paulo não foi encontrado para dar sua versão. Mas ao ser exonerado apagou suas postagens das redes sociais. (Com informações Jornal A Gazeta)


FOTO SECOM CUIABÁ
 



ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL