Calor aumenta o número de lesões na coluna em cachoeiras e rios

As temperaturas nesta época do ano combinam com água. A busca por piscinas, cachoeiras e rios é intensa. Mato Grosso é farto neste sentido, temos opções e certamente fazemos uso delas. Grupos de amigos, parentes, a galera da escola, do condomínio, enfim, basta combinar e aproveitar um bom fim de semana se refrescando.

 

Porém, é importante ficar atento a alguns cuidados. Um descuido ou mesmo um descaso podem prejudicar um momento feliz. Além do calor intenso, estamos em um período com poucas chuvas. Isso faz com que as água fiquem rasas, o que pode facilitar acidentes na hora do mergulho.

 

A Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) classifica o mergulho em água rasa como a quarta causa de lesão medular no Brasil, tornando-se a segunda causa na fase de seca em que estamos. “A água vista superficialmente dificulta a nossa noção de profundidade. Por isso o melhor é não facilitar”, explica o presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia em Mato Grosso (Sbot-MT), Vitor Spalatti.

 

A faixa etária na qual mais ocorre este acidente é entre os jovens de 10 a 30 anos. “As lesões podem variar desde traumas musculares até fraturas nas vértebras”, afirma o médico. Importante lembrar que lesões sérias na coluna podem vir a atingir os quatro membros do paciente.

 

Prevenir-se e informar-se sempre é importante. Caso se depare com uma situação destas, o ideal é que a vítima seja locomovida ou manipulada o mínimo possível, faça apenas o necessário. “Retire a pessoa da água para evitar o afogamento e aguarde a chegada da equipe médica especializada”, orienta Vitor.

 

Divertir-se e aproveitar a abundância que temos em nosso Estado é sempre muito bom e não custa nada seguir algumas dicas para que esses momentos sempre comecem e terminem bem. Por isso, não mergulhe em águas turvas ou desconhecidas ou após ingerir bebida alcoólica e qualquer outra substância que atrapalhem os reflexos, evite empurrar os amigos para a água e cuidado com os lugares aonde pisa dentro dos rios e cachoeiras, pois podem estar escorregadios.

 

Em caso de dores, quedas ou lesões, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia orienta a busca por um médico ortopedista titular SBOT. A instituição é responsável por congregar especialistas em Ortopedia e Traumatologia, promovendo responsabilidade e condições para atualização permanente dos profissionais.

FOTO REPRODUÇÃO 



ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL