Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

A candidata à Presidência do Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso (CRC/MT), Giseli Silvente junto ao candidato conselheiro José Carlos Dorte (Chapa 2 Integração, protocolaram no Palácio Paiaguás nesta sexta-feira (19) junto ao Secretário Chefe da Casa Civil Mauro Carvalho a proposta de criação de férias fiscais para os profissionais de Contabilidade do estado. Semelhante ao recesso forense dos advogados, a proposta seria suspender os prazos de tributos e multas fiscais entre 20 de dezembro e 20 de janeiro e retomá-los de onde pararam no primeiro dia útil seguinte ao término do recesso.

A iniciativa já é praticada em Portugal, onde o governo concedeu férias de 30 dias aos contadores entre agosto e setembro, período de verão e férias escolares semelhantes ao fim do ano no Brasil. 

"Seria extremamente produtivo e benéfico à saúde mental e física do profissional da Contabilidade. Quando o profissional está de férias, ele permanece com a mesma preocupação, como se estivesse trabalhando, já que se o contribuinte for notificado, em quase a totalidade dos casos, recorre a ele para resolver a questão. Isso gera uma condição permanente de estresse e desgaste, que pode ser evitada com nossa proposta de instituir as férias fiscais aos contadores de Mato Grosso", defende Giseli Silvente.

Os contadores Giseli e Dorte que protocolaram a proposta representam a Chapa 2 Integração que possui candidatos a conselheiros do CRC MT de todas as regiões de Mato Grosso. A eleição do CRC MT ocorre nos dias 23 e 24 de novembro.



INFORMES PUBLICITÁRIOS

ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL