Deputado se manifesta contra criação de data que segrega população mato-grossense

O deputado estadual, Gilberto Cattani (PSL), se posicionou contra a criação do “Dia do Orgulho Hétero”, projeto apresentado pelo vereador por Cuiabá, Marcos Paccola (Cidadania). Segundo o parlamentar estadual, defender essa proposta está fora de cogitação, já que ele não apoia a segregação das pessoas em Mato Grosso.

Bolsonarista assumido, ele defendeu a criação do “Dia da Consciência Humana”, que inclui, segundo ele, toda a população mato-grossense e não separa as pessoas em héteros e LGBTS.

“O Paccola é um vereador excelente no meu ponto de vista, eu ainda não conversei com ele sobre isso, mas eu sou totalmente contra. Nós defendemos a união e não a segregação das pessoas. Nós combatemos essa prática todos os dias, não precisamos de um dia de hétero ou de homo, precisamos que todos os dias sejam de consciência humana, eu sou totalmente contra”.

Cattani ainda enfatizou que a proposta é comum entre os parlamentares de direita, mas que ele não defende justamente por “separar” as pessoas. “Existem muitos parlamentares que propõe esse tipo de lei, mas meu posicionamento sempre vai ser contrário, isso não é conosco, eu entendo a intenção de mostrar que existem pessoas héteros que sintam orgulho, assim como as LGBTs, mas não podemos segregar utilizar dessa justificativa para segregar as pessoas”.

 

FOTO: ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE MT



INFORMES PUBLICITÁRIOS

ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL