Eu Cuido, Eu Treino: ACAD lança movimento de combate ao sedentarismo na semana internacional da saúde

Dias 6 e 7 de abril marcam o Dia Internacional da Atividade Física e o Dia Internacional da Saúde, respectivamente. As datas foram criadas pela Organização Mundial da Saúde - OMS como alerta para que as pessoas sejam mais ativas e adotem como rotina boas práticas de prevenção da Saúde. Com esse propósito, a Associação Brasileira de Academias - ACAD Brasil lança, nos dias 6 e 7 de abril de 2021, o movimento Eu Cuido, Eu Treino.

 

A proposta é auxiliar a população a se manter ativa e incentivar um movimento contínuo contra o sedentarismo, com acesso a exercícios online e gratuitos. Na plataforma Eu Cuido, Eu Treino, há treinos para todos os públicos: ginástica laboral para quem passa o dia em home office, evitando a LER (lesão por esforço repetitivo), atividades físicas lúdicas para crianças, treinos pesados como HIIT e crossfit para quem já malha há mais tempo, vídeos especiais para o público de mais de 60 anos, com exercícios que aumentam a flexibilidade, a mobilidade e o equilíbrio. Tem dança, calistenia, luta, yoga e muito mais.

 

Para cada pessoa que frequenta uma academia, têm 19 no sofá. Esse número é um retrato do ranking mundial da OMS que aponta o Brasil como o 5º país mais sedentário do mundo, com o percentual de 46% da população inativa, sendo a média global de 28%. Esse cenário tem sido agravado pela pandemia.

 

“O setor de fitness se uniu em um único propósito: contribuir para que a população possa se manter fisicamente ativa. Queremos ajudar a tirar o Brasil do ranking de países mais sedentários do mundo. Temos mais de 29 mil academias e 480 mil profissionais de Educação Física. Nossa ideia é ter o máximo do setor à disposição para tirar as pessoas do sofá e mudar essa realidade”, disse Celso Mitsunari, representante da ACAD Brasil em Mato Grosso.

 

Segundo a OMS, os níveis regulares e adequados de atividade física são capazes de melhorar o condicionamento muscular e cardiorrespiratório; aumentar a saúde óssea e funcional; reduzir o risco de hipertensão, doença cardíaca coronária, AVC, diabetes, diversos tipos de câncer e depressão; reduzir o risco de quedas, bem como de fraturas de quadril ou vertebrais; e ainda são fundamentais para o balanço energético e controle de peso.

 

A maneira que as pessoas têm de contribuir para a diminuição de mortes é se cuidar, treinar e estar bem fisicamente. Nessa segunda onda da Covid-19 é preciso se manter ativo fisicamente, para diminuir comorbidades e aumentar os níveis imunológicos do corpo.

 

O movimento Eu Cuido, Eu Treino faz parte do Brasil + Ativo, programa nacional de reponsabilidade social da ACAD Brasil, que representa mais de 29 mil academias do país.

 

Acesse: https://www.eucuidoeutreino.com/

 



INFORMES PUBLICITÁRIOS