Padrasto que abusava há mais de 7 anos da enteada é preso em Cáceres

Um padrasto acusado de estupro de vulnerável foi preso pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM), na quinta-feira (30.05), no município de Cáceres (225 km a Oeste), em ação para cumprimento de mandado judicial.

A.P.F.N. de 40 anos, teve a ordem judicial de prisão preventiva decretada pelos crimes de estupro de vulnerável e ameaça. A vítima é enteada do suspeito e vinha sofrendo os abusos sexuais desde os 10 anos. A menina possui debilidade cognitiva e hoje está com 17 anos.

As investigações iniciaram no mês de abril, após a vítima procurar a Polícia Civil para denunciar os fatos. A menor revelou que vinha sendo abusada pelo padastro há cerca de 7 anos, com quem perdeu a virgindade. A adolescente informou que chegou a contar para sua mãe e tia sobre os abusos. Na ocasião, ambas foram tirar satisfação do suspeito, que negou as acusações, bem como ameaçou que mataria a vítima e toda família.

Conforme apurado, a mãe da menor encontra-se hospitalizada em Cuiabá tratando de um câncer. A vítima tem outra duas irmãs, sendo a mas velha hoje com 21 anos e a outra de 14 anos, contra as quais também há indícios de serem vítimas de estupro praticado pelo padrasto.

Diante das investigações realizadas no inquérito policial, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres, representou pelo pedido de prisão preventiva do acusado, deferido pela Justiça.

Com o mandado de prisão expedido, os policiais civis efetuaram a prisão de A.P.F.N., que ficará detido à disposição da Justiça.


 

INFORMES PUBLICITÁRIOS