Mulher presa por jogar cerveja na cara de policial é liberada, mas terá que usar tornozeleira

A mulher que foi presa por desacato, após jogar um copo de cerveja contra o rosto de um policial militar num bar da Praça Popular ganhou liberdade, mas terá que usar tornozeleira.


A decisão é da juíza Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa. A mulher pagou fiança de um salário mínimo e vai usar toronozeleira por 90 dias.
Ela vai responder por crime de desacato à autoridade e agressão ou ameaça a funcionário público.


O Ministério Público Estadual (MPE) pediu que a prisão temporária fosse convertida em preventiva já que ela tem 22 passagens, mas a juíza não acatou.


A defesa refutou a prisão alegando que a mulher tem endereço fixo, trabalho e é mãe de dois filhos menores de 12 anos.


A juíza também declarou que a mulher menosprezou o Judiciário durante a audiência, mas não é o caso de prisão em regime fechado.

 

foto reprodução
 



ENQUETE

Você pretende se vacinar?
PARCIAL