Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
UNIMED MARÇO

ArtigosPara que serve o Estudo eletrofisiológico?

Postado 5 anos atrás Fonte: Hebert Donizeti Salerno

Às vezes seu coração está fora de ritmo e necessita de um procedimento para que ele volte a bater no ritmo normal. E para isso é necessário que o paciente seja encaminhado pelo cardiologista para fazer um estudo eletrofisiológico que um estudo intracardíaco especial desenvolvido para descobrir os defeitos no sistema elétrico do coração que causam um descompasso nas batidas. As conhecidas arritmias que aceleram os batimentos do coração(taquicardia) ou os torna muito lentos(braquicardia). O Estudo Fisiológico é uma forma de diagnosticar as causas de síncopes (desmaios), pré-síncopes (tonturas) e palpitações ("batedeira"); esclarece o mecanismo e a origem das arritmias; avalia se os medicamentos antiarrítmicos estão sendo eficazes e ainda ajuda a avaliar o funcionamento do cardioversor-desfibrilador que detecta e controla as arritmias automaticamente. Esse método que é o mais moderno utilizado nos grandes centros de cardiologia do mundo. Ele é feito por dentro das veias e artérias do paciente onde são introduzidos cateteres(tubos finos e flexíveis com uma câmara de metal na ponta que localiza onde está havendo um choque elétrico do coração que está alterando os batimentos. Junto com os cateteres do estudo eletrofisiológico também são introduzidos cateteres com a função de cauterizar os focos de arritmia e corrigir a deformidade. Esse procedimento é chamado de Ablação por cateter. Com esse procedimento muitos corações de pacientes retomam os batimentos normais e em alguns casos, o uso de remédios se faz desnecessário. Vale lembrar que com a nova tecnologia esses procedimentos são muito seguros e com eficácia em praticamente todos os casos. Mas para que a eficácia seja garantida é preciso que o problema seja identificado o mais rápido possível. Por isso a importância de se visitar seu cardiologista sempre.

 

Hebert Donizeti Salerno é cardiologista arritmologista e eletrofisiologista da Cardioritmo em Cuiabá

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.