Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
Unimed corona

ArtigosEmpreendedorismo Com o Pequeno Príncipe

Postado 5 anos atrás Fonte: Maria Augusta Ribeiro

O Novo Filme sobre o pequeno príncipe não é uma tradução literal da obra escrita por Saint Exuperry, mas faz uma critica voraz ao modelo de negócios atual e a forma como empreendemos. Ele pode não ser tão divertido para as crianças como arranca lagrimas dos adultos ao questionar se o que aprendemos sobre empreendedorismo é mesmo valido nos dias de hoje. A cena inicial do filme, onde uma menina de 10 anos esta seguindo um modelo de estudo, versão decoreba, para ingressar numa escola rígida que supostamente prepara crianças para serem grandes profissionais é um tapa na cara. Hoje assistimos palestras sobre empreendedorismo com palestrantes de 10 anos e acreditamos que preparar nossas crianças desde cedo com cursos e atividades durante todo o dia é a saída, mas não é. Garanto que aos 10 anos poucos tinham certeza do que queriam ser quando crescer, Certo? E porque acha que colocar seu filho numa escola rígida, com metodologia repetitiva e processos seletivos vorazes o ajudaram a empreender ou se tornar um profissional brilhante? “O essencial é invisível aos olhos” uma das frases mais famosas do pequeno príncipe nos faz refletir se estamos mesmo nos importando com o que é essencial para empreender. O empreendedor é uma pessoa como outra qualquer, com sucessos e fracassos em sua bagagem profissional. O que ele tem de diferente para empreender é a paixão pelo que faz. No filme a garotinha com um plano de vida traçado por sua mãe, onde é cronometrado até o café da manha se quer tem tempo de descobrir suas paixões, como é que ela vai empreender? Quando deixamos de lado o que nos da prazer, chegamos do trabalho na hora de dormir ou trocamos nossas ferias por hospitais em decorrência de stress não é empreender. Empreender é ter opções, é trabalhar duro e fazer tambémdo ócio uma ferramenta para gerar conteúdo e superar desafios. Ha um momento no filme em que o foco são as casas, cabelos, roupas e comportamentos iguais, seguindo um padrão colocado lá deliberadamente para chamar nossa atenção que não é o igual que vai empreender. Nesse filme o nosso pequeno príncipe se transforma em um adulto onde passou, sem sucesso, por 300 empregos oferecidos pelo homem de negócios, que o lembra constantemente que ele não foi capaz de aproveitar as oportunidades oferecidas. Hello! Quem nunca fracassou? Empreender é ultrapassar desafios constantes que inevitavelmente irão passar por tempos ruins. Assim que adquirimos experiência profissional e ganhamos estrutura emocional para ser empreendedores. O novo pequeno príncipe nos ensina que ha necessidade de liberdade, criatividade e coragem para empreender, mas que acima de tudo é necessário paixão para amar uma rosa, cativar uma raposa ou morar num asteroide.

 

Maria Augusta Ribeiro escreve para o Blog Belicosa.com.br é Coordenadora de Comunicação da BPW América Latina

Comentários

Os comentários não representam a opnião do jornal; a responsabilidade é do autor da menasgem.